Atualizado em Fri Aug 18 14:08:51 GMT-03:00 2023

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumentar espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00

Como uma solução fácil para enviar dinheiro a uma conta, a transferência bancária surgiu para facilitar a vida das pessoas. Quem precisa fazer essa transação, seja online ou presencialmente, deve escolher entre uma Transferência Eletrônica Disponível (TED) ou um Documento de Ordem de Crédito (DOC).

Mas, recentemente, foram implementadas algumas novidades em relação a esses tipos de transferências. Continue lendo e saiba mais.

Fazer um TED ou um DOC: o que isso quer dizer?

Nada mais, nada menos do que escolher o prazo em que o dinheiro vai cair na conta e o valor de dinheiro repassado. Isso é fundamental para escolher entre TED e DOC.

O que é TED

A Transferência Eletrônica Disponível (TED) é a movimentação de dinheiro entre contas sem restrição de valor.

O que é DOC

Documento de Ordem de Crédito (DOC) é o meio usado para transações com o valor máximo de até R$ 4.999,99.

Principais diferenças entre TED e DOC

O TED permite transferência com valores acima de R$ 5 mil, enquanto para o DOC, o valor máximo permitido é de até R$ 4.999,99.

Em relação ao prazo, o TED funciona assim: se transferido até às 17h, o dinheiro entra na conta no mesmo dia, caso contrário só no próximo dia útil. Já o DOC, cai na conta no dia útil seguinte ou em até 2 dias úteis em caso de finais de semana, feriados ou realizado após às 22h. E para ambos não existe valor mínimo de transferência.

Você sabia que o DOC vai acabar?

Até recentemente, as transferências via DOC fizeram parte do dia a dia de milhares de pessoas. Porém, em maio deste ano, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou um calendário sobre o fim do Documento de Ordem de Crédito, o que será válido para todos os bancos.

E sabe por quê? Porque com a implementação do Pix, se tornou ainda mais prático enviar e receber dinheiro de outros contatos. Assim, o DOC será descontinuado e já tem data para acabar: em 28 de agosto de 2023 aqui no Santander.

Isso significa que até esse dia o envio e agendamento de DOC serão possíveis a serem feitos, e o que estiver agendado após esse prazo, será mantido.

Para os demais bancos, a Febraban anunciou que em 15 de janeiro de 2024, será o último dia para ser ofertado a possibilidade de envio e agendamento de DOC. E que em 29 de fevereiro de 2024, acaba a execução das transferências via DOC.

Mas, não se preocupe! Você terá outras possibilidades de tipos de transferências: o TED, que continuará ativo, e o Pix.

Entenda como funciona o Pix

Criado pelo Banco Central do Brasil, o Pix é um novo meio de pagamentos que surgiu com o objetivo de simplificar e facilitar as transações bancárias. A principal diferença do Pix para o TED ou para o DOC é o fato de ser instantâneo: o dinheiro é enviado e recebido na hora, em questão de instantes.

Além disso, é isento de taxas, ou seja, é gratuito. E ainda pode funcionar nas modalidades de Pix saque e Pix troco.

Para usar, é simples e seguro: basta cadastrar a sua chave Pix (e-mail, número de telefone, CPF ou CNPJ, ou chave aleatória) e já pode começar a usar esse recurso. E que tal conhecer o Santander SX? É a nossa versão com vantagens diferenciadas para você.

Conheça o SX

Quanto custa fazer uma transação?

Cada instituição bancária pode determinar o valor cobrado por cada serviço, por isso é importante saber quanto sai do seu bolso em cada uma delas consultando a tabela de serviços do seu banco.

Em algumas instituições existem pacotes de serviços que incluem uma quantidade mensal de transações sem cobrança extra, onde você paga um valor fixo no pacote de serviços e só paga a tarifa avulsa se exceder a quantidade definida no pacote.

Para você saber: as transações bancárias feitas pela internet costumam ter tarifas menores.

Mas, como você viu acima, para fazer um Pix, você não paga nada.

Por que fazer transferências bancárias?

As transferências são mais práticas e seguras e existem para facilitar o dia a dia de quem não quer andar com dinheiro, fazer depósitos na boca do caixa ou pagar boleto. Elas são de um universo totalmente eletrônico, que transfere o dinheiro automaticamente da sua conta assim que escolhe o tipo de destino que vai ter.

E você recebe um comprovante com as informações de data, horário, valor e dados do favorecido logo depois que efetuar a transferência.

Como fazer transferência no aplicativo Santander

Para aproveitar as facilidades que o Santander tem para você, é preciso baixar o App Santander, habilitar o ID no seu celular e seguir o passo a passo abaixo:

Passo 1 - Clique no botão “transferir”, logo na tela inicial do App
Passo 2 - Coloque os dados do favorecido, o valor da transação e selecione o tipo de conta
Passo 3 - Confirme se as informações estão corretas e clique em continuar
Passo 4 - Pronto! Seu comprovante vai aparecer na tela e você salva ou envia para onde preferir, como WhatsApp ou email.

Agora que você sabe quais são os tipos de transferências, e como fazer suas transações, aproveite o aplicativo Santander e conheça mais facilidades que a gente tem para você!

Baixe o App

Avalie esse artigo