Você está em

Programação

Artes Visuais

Voltado preferencialmente à arte moderna e contemporânea, o Santander Cultural já recebeu obras de artistas como Miró, Picasso, Miguel Rio Branco, Vik Muniz e Vasco Prado. Em 2016, mais uma vez a Instituição reafirmou seu compromisso de apresentar talentos da cena local recente, com a quinta edição do RS Contemporâneo, projeto que agrega artistas gaúchos desde 2011, além de trazer duas grandes mostras com obras do pernambucano  Francisco Brennand e do falecido escritor gaúcho Simões Lopes Neto.

  • Queermuseu – cartografias da diferença na arte da brasileira
    De 15 de agosto à 8 de outubro de 2017.

     

    O Santander Cultural apresenta a mostra Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira com mais de 270 obras – oriundas de coleções públicas e privadas – que percorrem o período histórico de meados do século 20 até os dias de hoje. Aberta ao público a partir de 15 de agosto, trata-se de uma iniciativa inédita que explora a diversidade de expressão de gênero e a diferença na arte e na cultura em períodos diversos. O Santander valoriza a diversidade e investe em sua unidade de cultura no Sul do País para que ela seja contemporânea, plural e criativa.

    A exposição, que adota um modelo de disposição não cronológica e propõe desfazer hierarquias, mostra que a diversidade surge refletida no modelo artístico observada sob aspectos da variedade e da diferença. Entre os 85 artistas estão nomes como Adriana Varejão, Alfredo Volpi, Cândido Portinari, Clóvis Graciano, Fabio Del Re, Flávio Cerqueira, Gilberto Perin, Ligia Clark, Sandro Ka, Yuri Firmesa e Leonilson. A mostra reúne pintura, gravura, fotografia, serigrafia, desenho, colagem, cerâmica, escultura e vídeo. 

    Queermuseu é, sobretudo, uma mostra que busca dar projeção à arte e a cultura por meio de questões artísticas que ultrapassam diversos aspectos da vida contemporânea, na constituição formal dos objetos, nos hábitos, nos costumes, na moda, na diversidade comportamental e geracional e na evolução da estética.

    A curadoria realizada por Gaudêncio Fidelis propõe um diálogo entre as obras e promove o questionamento entre realidade material e conceitual e seus desdobramentos. “Uma exposição queer, que busca não ditar ou prescrever regras, discute questões relativas à formação do cânone artístico e a constituição da diferença na arte. Para esta plataforma curatorial levei em conta aspectos artísticos, culturais e históricos de cada trabalho” afirma o curador. 

    Queermuseu é um ‘museu provisório’, ficcional e metafórico, onde a inclusão é exercida para além de parâmetros restritivos, excludentes e discricionários. Para Marcos Madureira, vice-presidente executivo de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander, “a Diversidade é um valor para o nosso negócio. Acreditamos que o capital humano é o que torna uma organização diversa, com maior probabilidade de inovação e maior chance de se diferenciar no mercado”.

Cinema

A sala de cinema abrange a produção dos cinemas brasileiro e mundial, com ênfase em mostras e reflexão e realização de sessões comentadas, pré-estreias, lançamentos, e festivais com a presença constante de elenco e realizadores.

  • Um mês dedicado a temática LGBTQ no Cine Santander Cultural
    No mês de agosto, a programação do cinema acompanha o tema da exposição Queermuseu – cartografias da diferença na arte brasileira realizada pelo Santander Cultural com a mostra exclusiva Queer Cinema.
    O conceito de queer explora a diversidade de expressão de gênero e propõe desfazer hierarquias. Já o Queercinema engloba filmes que abordam temas LGBTQ que buscam desmistificar o padrão que provém da sociedade heteronormativa.
    Para a mostra, seIecionamos 22 longas-metragens e uma minissérie de TV. A diversidade se reflete
    nas origens e gêneros destas produções: elas foram realizadas em 13 paises diferentes (seis são do Brasil, Iançadas nos ultimos 3 anos), e exibiremos comédias, dramas, documentarios e ficção cientifica. Sete das sessões serão comentadas por realizadores e convidados.
    A programação para agosto conta também com um workshop de atuação para cinema, ministrado pelo cineasta argentino Marco Berger, e com sessões especiais gratuitas do Domingo em Familia (20 de agosto) e da XX Semana da Pessoa com Deficiéncia de Porto Alegre (25 de agosto as 15h).

  • 15h Um Toque de Rosa Ian Iqbal Rashid


    UM TOQUE DE ROSA
    Touch of Pink, Canadá, Reino Unido, 2004, cor, 91 min


    Alim parece ter tudo que quer: uma grande carreira, um lindo namorado e um guia pessoal – o espírito do galã Cary Grant! Mas quando sua mãe conservadora lhe faz uma visita surpresa, com a intenção de lhe arrumar uma boa moça para casar, o espírito de Cary Grant de repente se torna indispensável.


    D: Ian Iqbal Rashid. R: Rashid, Ken Chubb. E: Jimi Mistry, Kris Holden-Ried, Kyle MacLachlan. G: Drama/Comédia. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h O Ornitólogo João Pedro Rodrigues


    O ORNITÓLOGO
    Brasil, Portugal, França, 2016, cor, 117 min


    Fernando é um homem solitário de 40 anos que trabalha como o observador de pássaros. Ao viajar pelo curso do rio a bordo de um caiaque, ele se vê à mercê da correnteza e inicia uma jornada excêntrica e sem volta, repleta de perigos e situações estranhas.


    D, R: João Pedro Rodrigues. E: Paul Hamy, Xelo Cagiao, Juliane Elting. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.



    19h Multiple Maniacs John Waters


    MULTIPLE MANIACS
    Multiple Maniacs,Estados Unidos, 1970, P&B, 91 min


    Lady Divine é a feliz proprietária e operadora de um espetáculo chamado A Cavalgada de Perversão. Ao descobrir que é traída pelo namorado, ela fica tomada pela raiva e entra em uma espiral de loucura e assassinato.


    D, R: John Waters. E: Divine, David Lochary, Mary Vivian Pearce. G: Comédia/Terror. CI: 18 anos. L: Sim.

  • 15h Livrando a Cara Alice Wu


    LIVRANDO A CARA
    Saving Face, Estados Unidos, 2004, 91 min


    Em comunidade chinesa nos Estados Unidos, uma médica lésbica que coloca sua carreira em primeiro lugar começa relacionamento com uma bailarina. Porém ao mesmo tempo surge sua mãe, grávida de um desconhecido, em busca de abrigo após ser expulsa de casa.


    D, R: Alice Wu. E: Joan Chen, Michelle Krusiec, Lynn Chen. G: Comédia/Drama. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Tabu Nagisa Ôshima


    TABU
    Gohatto, Japão, França, Reino Unido, 1999, cor, 100 min


    No Japão do final do século 19, Kano, um exímio espadachim, é o novo membro de uma escola de samurais. Belo e andrógino, começa a provocar conflitos entre os alunos. O austero mestre deve escolher se intervém ou se deixa que o jovem escolha seu próprio caminho.


    D: Nagisa Ôshima. R: Ôshima, Ryôtarô Shiba. E: Takeshi Kitano, Ryûhei Matsuda, Shinji Takeda. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h O Ninho Filipe Matzembacher, Marcio Reolon
    Sessão comentada com os  diretores Filipe Matzembacher e Marcio Reolon


    O NINHO
    Brasil, 2016, cor, 100 min


    Bruno viaja a Porto Alegre em busca do irmão, que não vê há anos, mas descobre que ele não está mais na cidade. O que parecia ser uma viagem perdida acaba se tornando o início de uma jornada de autoconhecimento quando ele se depara com os amigos, as memórias e as situações vividas pelo irmão.


    D, R: Filipe Matzembacher, Marcio Reolon. E: Nicolas Vargas, Sophia Starosta, Felipe Paes. G: Drama. CI: 12 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 4 de agosto – sex – 19h


    Filipe Matzembacher e Marcio Reolon – Formados em Cinema pela PUC-RS, dirigiram diversos curtas-metragens e o longa Beira-Mar (2015), que estreou no Festival de Cinema de Berlim, na mostra Forum. Filipe e Marcio também são produtores e curadores de dois festivais de cinema: o CLOSE, focado em filmes com temática LGBT, e o Diário de Cinema.


  • 15h Tudo Sobre a Maldade Joshua Grannell


    TUDO SOBRE A MALDADE
    All About Evil, Estados Unidos, 2010, cor, 98 min


    Uma garota recebe de herança um antigo cinema. Para salvar o negócio da família, ela começa a filmar e exibir curtas-metragens de terror muito violentos, atraindo uma legião de fãs. O que ninguém imagina é que todas as mortes retratadas nos filmes são reais.


    D, R: Joshua Grannell. E: Natasha Lyonne, Thomas Dekker, Cassandra Peterson. G: Terror/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h A Seita André Antônio


    A SEITA
    Brasil, 2015, cor, 70 min


    No Recife do ano 2040, um jovem recém-chegado das colônias espaciais isola-se num apartamento antigo para estudar e relembrar os comportamentos terráqueos. A descoberta da Seita – grupo de jovens subversivos ao sistema vigente na Terra – mudará a sua vida para sempre.


    D, R: André Antônio. E: Pedro Neves, Ericka Rolim, Paulo Faltay. G: Ficção científica. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h Divinas Divas Leandra Leal
    Sessão comentada com as artistas performáticas Jane di Castro e Eloína dos Leopardos


    DIVINAS DIVAS
    Brasil, 2016, cor, 110 min


    Conheça a primeira geração de artistas travestis do Brasil: Rogéria, Valéria, Jane di Castro, Camille K., Fujica de Holliday, Eloína, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros.


    D, R: Leandra Leal. E: Rogéria, Jane di Castro, Miguel Falabella. G: Documentário. CI: 14 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 5 de agosto – sáb  – 19h


    Divina Valéria – Artista performática brasileira. Começou sua carreira no Rio de Janeiro em 1964, quando fez espetáculos ao lado de Miéle e Aracy de Almeida, e levou-a a Paris nas décadas seguintes.


    Jane Di Castro – Cantora e artista performática brasileira. Nascida no Rio de Janeiro, sofreu em casa a repressão por ser travesti. Começou a se apresentar em casas noturnas em Copacabana nos anos 1960.


    Eloína dos Leopardos – Artista performática brasileira. Foi criadora (junto com a amiga Rogéria) e apresentadora da lendária “Noite dos Leopardos” de Copacabana – um espetáculo musical com go-go boys.


  • 15h Pária Dee Rees


    PÁRIA
    Pariah, Estados Unidos, 2011, cor, 86 min


    Uma adolescente do Brooklyn precisa lidar com identidades conflitantes, perda de amizades, desilusões amorosas e o afastamento familiar, tudo em meio a uma busca desesperada pela sua expressão sexual.


    D, R: Dee Rees. E: Adepero Oduye, Kim Wayans, Aasha Davis. G: Drama. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Almas Gêmeas Peter Jackson


    ALMAS GÊMEAS
    Heavenly Creatures, Nova Zelândia, Alemanha, 1994, cor, 99 min


    Duas adolescentes criam uma amizade obsessiva repleta de fantasia, e se revoltam com a interferência dos pais, preocupados com este relacionamento doentio. À medida que a amizade evolui, as duas decidem firmar um pacto para eliminar quem quer que tente separá-las.


    D: Peter Jackson. R: Jackson, Fran Walsh. E: Melanie Lynskey, Kate Winslet, Sarah Peirse. G: Drama/Thriller. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h Livrando a Cara Alice Wu


    LIVRANDO A CARA
    Saving Face, Estados Unidos, 2004, 91 min


    Em comunidade chinesa nos Estados Unidos, uma médica lésbica que coloca sua carreira em primeiro lugar começa relacionamento com uma bailarina. Porém ao mesmo tempo surge sua mãe, grávida de um desconhecido, em busca de abrigo após ser expulsa de casa.


    D, R: Alice Wu. E: Joan Chen, Michelle Krusiec, Lynn Chen. G: Comédia/Drama. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h Amor e Restos Humanos Denys Arcand


    AMOR E RESTOS HUMANOS
    Love & Human Remains, Canadá, 1993, cor, 100 min


    Diversos personagens convivem de forma intensa com sua sexualidade, vítimas do tédio e da falta do amor que buscam desesperadamente – entre eles, um ex-ator gay, uma prostituta sadomasoquista, uma professora lésbica e um serial killer.


    D: Denys Arcand. R: Brad Fraser. E: Thomas Gibson, Ruth Marshall, Cameron Bancroft. G: Drama/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h O Amor Não tem Sexo Stephen Frears


    O AMOR NÃO TEM SEXO
    Prick Up Your Ears,Reino Unido, 1987, 105 min


    A história real de Joe Orton, que na juventude começou uma relação com um companheiro mais velho. Aos poucos ele se projeta como dramaturgo, alçando sucesso e escrevendo o enredo para um filme dos Beatles. Mas a fama crescente o afasta de seu amante, gerando trágicas consequências.


    D: Stephen Frears. R: Alan Bennett, John Lahr. E: Gary Oldman, Alfred Molina, Vanessa Redgrave. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h A Seita André Antônio


    A SEITA
    Brasil, 2015, cor, 70 min


    No Recife do ano 2040, um jovem recém-chegado das colônias espaciais isola-se num apartamento antigo para estudar e relembrar os comportamentos terráqueos. A descoberta da Seita – grupo de jovens subversivos ao sistema vigente na Terra – mudará a sua vida para sempre.


    D, R: André Antônio. E: Pedro Neves, Ericka Rolim, Paulo Faltay. G: Ficção científica. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h Lado Selvagem Sébastien Lifshitz


    LADO SELVAGEM
    Wild Side, França, Bélgica, Reino Unido, 2004, cor, 93 min


    Stéphanie é transexual e garota de programa. Ela vive em Paris e forma um triângulo amoroso com Djamel e Mikhail. Ao receber uma ligação do hospital onde sua mãe está internada em estado terminal, os três amantes viajam até lá e, no caminho, Stéphanie relembra sua infância.


    D: Sébastien Lifshitz. R: Lifshitz, Stéphane Bouquet. E: Stéphanie Michelini, Yasmine Belmadi, Edouard Nikitine. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Tudo Sobre a Maldade Joshua Grannell


    TUDO SOBRE A MALDADE
    All About Evil, Estados Unidos, 2010, cor, 98 min


    Uma garota recebe de herança um antigo cinema. Para salvar o negócio da família, ela começa a filmar e exibir curtas-metragens de terror muito violentos, atraindo uma legião de fãs. O que ninguém imagina é que todas as mortes retratadas nos filmes são reais.


    D, R: Joshua Grannell. E: Natasha Lyonne, Thomas Dekker, Cassandra Peterson. G: Terror/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h O Culto a JT LeRoy Marjorie Sturm


    O CULTO A JT LEROY
    The Cult of JT LeRoy, Estados Unidos, 2014, cor, 92 min


    JT LeRoy era um prostituto adolescente, viciado em heroína e portador do vírus HIV, que foi encorajado a escrever sobre sua vida. O resultado foi um sucesso literário que rendeu três best-sellers e fama instantânea, mas também uma grande polêmica: JT não era exatamente o que parecia.


    D: Marjorie Sturm. E: Max Livingston, Asia Argento, Deb Hiett. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h O Ornitólogo João Pedro Rodrigues


    O ORNITÓLOGO
    Brasil, Portugal, França, 2016, cor, 117 min


    Fernando é um homem solitário de 40 anos que trabalha como o observador de pássaros. Ao viajar pelo curso do rio a bordo de um caiaque, ele se vê à mercê da correnteza e inicia uma jornada excêntrica e sem volta, repleta de perigos e situações estranhas.


    D, R: João Pedro Rodrigues. E: Paul Hamy, Xelo Cagiao, Juliane Elting. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h Multiple Maniacs John Waters


    MULTIPLE MANIACS
    Multiple Maniacs,Estados Unidos, 1970, P&B, 91 min


    Lady Divine é a feliz proprietária e operadora de um espetáculo chamado A Cavalgada de Perversão. Ao descobrir que é traída pelo namorado, ela fica tomada pela raiva e entra em uma espiral de loucura e assassinato.


    D, R: John Waters. E: Divine, David Lochary, Mary Vivian Pearce. G: Comédia/Terror. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h Tabu Nagisa Ôshima


    TABU
    Gohatto, Japão, França, Reino Unido, 1999, cor, 100 min


    No Japão do final do século 19, Kano, um exímio espadachim, é o novo membro de uma escola de samurais. Belo e andrógino, começa a provocar conflitos entre os alunos. O austero mestre deve escolher se intervém ou se deixa que o jovem escolha seu próprio caminho.


    D: Nagisa Ôshima. R: Ôshima, Ryôtarô Shiba. E: Takeshi Kitano, Ryûhei Matsuda, Shinji Takeda. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h Garotas Serão Garotas Richard Day


    GAROTAS SERÃO GAROTAS
    Girls Will Be Girls, Estados Unidos, 2003, cor, 79 min


    Três atrizes, em diferentes estágios das suas carreiras em Hollywood, navegam pelo campo minado do amor, envelhecimento e ambição. E as três são interpretadas por homens!


    D, R: Richard Day. E: Jack Plotnick, Clinton Leupp, Jeffery Roberson. G: Comédia romântica. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Um Toque de Rosa Ian Iqbal Rashid


    UM TOQUE DE ROSA
    Touch of Pink, Canadá, Reino Unido, 2004, cor, 91 min


    Alim parece ter tudo que quer: uma grande carreira, um lindo namorado e um guia pessoal – o espírito do galã Cary Grant! Mas quando sua mãe conservadora lhe faz uma visita surpresa, com a intenção de lhe arrumar uma boa moça para casar, o espírito de Cary Grant de repente se torna indispensável.


    D: Ian Iqbal Rashid. R: Rashid, Ken Chubb. E: Jimi Mistry, Kris Holden-Ried, Kyle MacLachlan. G: Drama/Comédia. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h Hawaii Marco Berger
    Sessão comentada com o diretor argentino Marco Berger


    HAWAII
    Hawaii, Argentina, 2013, cor, 102 min


    Eugênio passa o verão cuidando da casa de campo dos tios, em busca de inspiração para o livro que está escrevendo. Quando Martín surge em busca de trabalho, os dois se reconhecem e descobrem que foram grandes amigos na juventude. As lembranças e brincadeiras do passado começam a despertar uma paixão adormecida.


    D, R: Marco Berger. E: Manuel Vignau, Mateo Chiarino, Antonia De Michelis. G: Drama/Romance. CI:14 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 11 de agosto – sex – 19h


    Marco Berger – Nascido em Buenos Aires, lançou seu primeiro longa-metragem em 2009 e, desde então, dirigiu ou codirigiu 8 filmes. Especializado na direção de atores, o diretor participou de diversos festivais nacionais e internacionais, sendo premiado em alguns.


  • 15h O Amor Não tem Sexo Stephen Frears


    O AMOR NÃO TEM SEXO
    Prick Up Your Ears,Reino Unido, 1987, 105 min


    A história real de Joe Orton, que na juventude começou uma relação com um companheiro mais velho. Aos poucos ele se projeta como dramaturgo, alçando sucesso e escrevendo o enredo para um filme dos Beatles. Mas a fama crescente o afasta de seu amante, gerando trágicas consequências.


    D: Stephen Frears. R: Alan Bennett, John Lahr. E: Gary Oldman, Alfred Molina, Vanessa Redgrave. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Fassbinder - Amor Sem Cobranças Christian Braad Thomsen


    FASSBINDER – AMOR SEM COBRANÇAS
    Fassbinder: at elskeuden at kræve, Dinamarca, 2015, cor/P&B, 109 min


    Amigo próximo do polêmico cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder, o diretor deste documentário organizava materiais de arquivo sobre ele quando descobriu uma entrevista inédita gravada em vídeo. A partir desses depoimentos, Thomsen retrata a vida de Fassbinder do nascimento à morte.


    D, R: Christian Braad Thomsen. E: Rainer Werner Fassbinder. G: Documentário. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h Taekwondo Marco Berger
    Sessão comentada com o diretor argentino Marco Berger


    TAEKWONDO
    Taekwondo, Argentina, 2016, cor, 112 min


    Fernando está passando as férias com os amigos em uma casa de campo em Ezeiza, na grande Buenos Aires. Longe das namoradas, eles se entregam a bebidas, drogas e brincadeiras, que também acabam trazendo à tona as suas intimidades mais profundas.


    D: Marco Berger, Martín Farina. R: Marco Berger. E: Gabriel Epstein, Lucas Papa, Nicolás Barsoff. G: Comédia/Drama. CI:16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 12 de agosto – sáb – 19h


    Marco Berger – Cineasta de Buenos Aires, já dirigiu ou codirigiu 8 filmes.


  • 15h Tabu Nagisa Ôshima


    TABU
    Gohatto, Japão, França, Reino Unido, 1999, cor, 100 min


    No Japão do final do século 19, Kano, um exímio espadachim, é o novo membro de uma escola de samurais. Belo e andrógino, começa a provocar conflitos entre os alunos. O austero mestre deve escolher se intervém ou se deixa que o jovem escolha seu próprio caminho.


    D: Nagisa Ôshima. R: Ôshima, Ryôtarô Shiba. E: Takeshi Kitano, Ryûhei Matsuda, Shinji Takeda. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h Livrando a Cara Alice Wu


    LIVRANDO A CARA
    Saving Face, Estados Unidos, 2004, 91 min


    Em comunidade chinesa nos Estados Unidos, uma médica lésbica que coloca sua carreira em primeiro lugar começa relacionamento com uma bailarina. Porém ao mesmo tempo surge sua mãe, grávida de um desconhecido, em busca de abrigo após ser expulsa de casa.


    D, R: Alice Wu. E: Joan Chen, Michelle Krusiec, Lynn Chen. G: Comédia/Drama. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h O Ornitólogo João Pedro Rodrigues


    O ORNITÓLOGO
    Brasil, Portugal, França, 2016, cor, 117 min


    Fernando é um homem solitário de 40 anos que trabalha como o observador de pássaros. Ao viajar pelo curso do rio a bordo de um caiaque, ele se vê à mercê da correnteza e inicia uma jornada excêntrica e sem volta, repleta de perigos e situações estranhas.


    D, R: João Pedro Rodrigues. E: Paul Hamy, Xelo Cagiao, Juliane Elting. G: Drama. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h Hawaii Marco Berger


    HAWAII
    Hawaii, Argentina, 2013, cor, 102 min


    Eugênio passa o verão cuidando da casa de campo dos tios, em busca de inspiração para o livro que está escrevendo. Quando Martín surge em busca de trabalho, os dois se reconhecem e descobrem que foram grandes amigos na juventude. As lembranças e brincadeiras do passado começam a despertar uma paixão adormecida.


    D, R: Marco Berger. E: Manuel Vignau, Mateo Chiarino, Antonia De Michelis. G: Drama/Romance. CI:14 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 11 de agosto – sex – 19h


    Marco Berger – Nascido em Buenos Aires, lançou seu primeiro longa-metragem em 2009 e, desde então, dirigiu ou codirigiu 8 filmes. Especializado na direção de atores, o diretor participou de diversos festivais nacionais e internacionais, sendo premiado em alguns.




    17h Pária Dee Rees


    PÁRIA
    Pariah, Estados Unidos, 2011, cor, 86 min


    Uma adolescente do Brooklyn precisa lidar com identidades conflitantes, perda de amizades, desilusões amorosas e o afastamento familiar, tudo em meio a uma busca desesperada pela sua expressão sexual.


    D, R: Dee Rees. E: Adepero Oduye, Kim Wayans, Aasha Davis. G: Drama. CI: 18 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 25 de agosto – sex – 19h


    Livia Pasqual – Diretora de fotografia e artista visual. Atua na fronteira entre cinema e vídeo experimental. Foi finalista da Bolsa Iberê Camargo (2012); Integrou os projetos LABVERDE (Amazônia), SÍM (Islândia, 2014) e o LABMIS (MIS, SP, 2015), onde realizou o filme A Saga do Herói.




    19h Almas Gêmeas Peter Jackson


    ALMAS GÊMEAS
    Heavenly Creatures, Nova Zelândia, Alemanha, 1994, cor, 99 min


    Duas adolescentes criam uma amizade obsessiva repleta de fantasia, e se revoltam com a interferência dos pais, preocupados com este relacionamento doentio. À medida que a amizade evolui, as duas decidem firmar um pacto para eliminar quem quer que tente separá-las.


    D: Peter Jackson. R: Jackson, Fran Walsh. E: Melanie Lynskey, Kate Winslet, Sarah Peirse. G: Drama/Thriller. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h Divinas Divas Leandra Leal


    DIVINAS DIVAS
    Brasil, 2016, cor, 110 min


    Conheça a primeira geração de artistas travestis do Brasil: Rogéria, Valéria, Jane di Castro, Camille K., Fujica de Holliday, Eloína, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros.


    D, R: Leandra Leal. E: Rogéria, Jane di Castro, Miguel Falabella. G: Documentário. CI: 14 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 5 de agosto – sáb  – 19h


    Divina Valéria – Artista performática brasileira. Começou sua carreira no Rio de Janeiro em 1964, quando fez espetáculos ao lado de Miéle e Aracy de Almeida, e levou-a a Paris nas décadas seguintes.


    Jane Di Castro – Cantora e artista performática brasileira. Nascida no Rio de Janeiro, sofreu em casa a repressão por ser travesti. Começou a se apresentar em casas noturnas em Copacabana nos anos 1960.


    Eloína dos Leopardos – Artista performática brasileira. Foi criadora (junto com a amiga Rogéria) e apresentadora da lendária “Noite dos Leopardos” de Copacabana – um espetáculo musical com go-go boys.




    17h Me Chame de Marianna Karolina Bielawska


    ME CHAME DE MARIANNA
    Mów mi Marianna, Polônia, 2015, cor, 75 min


    Marianna é uma atrativa mulher de 40 anos que, devido às complexas leis polonesas, acaba de processar os pais para conseguir fazer uma cirurgia de mudança de sexo. Porém, faltando pouco tempo para a operação, ela começa um romance improvável com um homem mais velho.


    D, R: Karolina Bielawska. E: Marianna Klapczynska, Katarzyna Klapczynska, Jowita Budnik. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 19 de agosto – sáb – 19h


    Sophia Starosta – Militante do movimento trans e feminista brasileira. Participante da Rede Nacional De Pessoas Trans do Brasil, Redtrans (Rede Nacional de Pessoas Trans), do NUPSEX da UFRGS e foi Delegada na V Conferência Municipal De Direitos Humanos De Porto Alegre.




    19h Amor e Restos Humanos Denys Arcand


    AMOR E RESTOS HUMANOS
    Love & Human Remains, Canadá, 1993, cor, 100 min


    Diversos personagens convivem de forma intensa com sua sexualidade, vítimas do tédio e da falta do amor que buscam desesperadamente – entre eles, um ex-ator gay, uma prostituta sadomasoquista, uma professora lésbica e um serial killer.


    D: Denys Arcand. R: Brad Fraser. E: Thomas Gibson, Ruth Marshall, Cameron Bancroft. G: Drama/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h Taekwondo Marco Berger


    TAEKWONDO
    Taekwondo, Argentina, 2016, cor, 112 min


    Fernando está passando as férias com os amigos em uma casa de campo em Ezeiza, na grande Buenos Aires. Longe das namoradas, eles se entregam a bebidas, drogas e brincadeiras, que também acabam trazendo à tona as suas intimidades mais profundas.


    D: Marco Berger, Martín Farina. R: Marco Berger. E: Gabriel Epstein, Lucas Papa, Nicolás Barsoff. G: Comédia/Drama. CI:16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 12 de agosto – sáb – 19h


    Marco Berger – Cineasta de Buenos Aires, já dirigiu ou codirigiu 8 filmes.




    17h Lado Selvagem Sébastien Lifshitz


    LADO SELVAGEM
    Wild Side, França, Bélgica, Reino Unido, 2004, cor, 93 min


    Stéphanie é transexual e garota de programa. Ela vive em Paris e forma um triângulo amoroso com Djamel e Mikhail. Ao receber uma ligação do hospital onde sua mãe está internada em estado terminal, os três amantes viajam até lá e, no caminho, Stéphanie relembra sua infância.


    D: Sébastien Lifshitz. R: Lifshitz, Stéphane Bouquet. E: Stéphanie Michelini, Yasmine Belmadi, Edouard Nikitine. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h Tudo Sobre a Maldade Joshua Grannell


    TUDO SOBRE A MALDADE
    All About Evil, Estados Unidos, 2010, cor, 98 min


    Uma garota recebe de herança um antigo cinema. Para salvar o negócio da família, ela começa a filmar e exibir curtas-metragens de terror muito violentos, atraindo uma legião de fãs. O que ninguém imagina é que todas as mortes retratadas nos filmes são reais.


    D, R: Joshua Grannell. E: Natasha Lyonne, Thomas Dekker, Cassandra Peterson. G: Terror/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h A Seita André Antônio


    A SEITA
    Brasil, 2015, cor, 70 min


    No Recife do ano 2040, um jovem recém-chegado das colônias espaciais isola-se num apartamento antigo para estudar e relembrar os comportamentos terráqueos. A descoberta da Seita – grupo de jovens subversivos ao sistema vigente na Terra – mudará a sua vida para sempre.


    D, R: André Antônio. E: Pedro Neves, Ericka Rolim, Paulo Faltay. G: Ficção científica. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h Um Toque de Rosa Ian Iqbal Rashid


    UM TOQUE DE ROSA
    Touch of Pink, Canadá, Reino Unido, 2004, cor, 91 min


    Alim parece ter tudo que quer: uma grande carreira, um lindo namorado e um guia pessoal – o espírito do galã Cary Grant! Mas quando sua mãe conservadora lhe faz uma visita surpresa, com a intenção de lhe arrumar uma boa moça para casar, o espírito de Cary Grant de repente se torna indispensável.


    D: Ian Iqbal Rashid. R: Rashid, Ken Chubb. E: Jimi Mistry, Kris Holden-Ried, Kyle MacLachlan. G: Drama/Comédia. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h Lampião da Esquina Lívia Perez


    Sessão comentada com a diretora Lívia Perez e pelo produtor executivo Giovanni Francischelli

    LAMPIÃO DA ESQUINA
    Brasil, 2016, cor, 82 min


    No Brasil de 1978, em plena ditadura, surgiu o jornal O Lampião, voltado ao público homossexual. Um grupo de jornalistas e escritores do Rio de Janeiro e de São Paulo se uniram em torno do projeto, abordando temas polêmicos como racismo, aborto, drogas e prostituição.


    D: Lívia Perez. E: Ney Matogrosso, Leci Brandão, Aguinaldo Silva. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 18 de agosto – sex – 19h


    Lívia Perez – Realizadora, pesquisadora e doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais na ECA-USP. Além de Lampião da Esquina, dirigiu o curta Quem Matou Eloá?, exibido e premiado em festivais nacionais e internacionais.


    Giovanni Francischelli – Sócio-diretor da produtora Doctela e produtor executivo de Lampião da Esquina.


  • 15h Multiple Maniacs John Waters


    MULTIPLE MANIACS
    Multiple Maniacs,Estados Unidos, 1970, P&B, 91 min


    Lady Divine é a feliz proprietária e operadora de um espetáculo chamado A Cavalgada de Perversão. Ao descobrir que é traída pelo namorado, ela fica tomada pela raiva e entra em uma espiral de loucura e assassinato.


    D, R: John Waters. E: Divine, David Lochary, Mary Vivian Pearce. G: Comédia/Terror. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h Amor e Restos Humanos Denys Arcand


    AMOR E RESTOS HUMANOS
    Love & Human Remains, Canadá, 1993, cor, 100 min


    Diversos personagens convivem de forma intensa com sua sexualidade, vítimas do tédio e da falta do amor que buscam desesperadamente – entre eles, um ex-ator gay, uma prostituta sadomasoquista, uma professora lésbica e um serial killer.


    D: Denys Arcand. R: Brad Fraser. E: Thomas Gibson, Ruth Marshall, Cameron Bancroft. G: Drama/Comédia. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h Me Chame de Marianna Karolina Bielawska


    Sessão comentada com a atriz Sophia Starosta


    ME CHAME DE MARIANNA
    Mów mi Marianna, Polônia, 2015, cor, 75 min


    Marianna é uma atrativa mulher de 40 anos que, devido às complexas leis polonesas, acaba de processar os pais para conseguir fazer uma cirurgia de mudança de sexo. Porém, faltando pouco tempo para a operação, ela começa um romance improvável com um homem mais velho.


    D, R: Karolina Bielawska. E: Marianna Klapczynska, Katarzyna Klapczynska, Jowita Budnik. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 19 de agosto – sáb – 19h


    Sophia Starosta – Militante do movimento trans e feminista brasileira. Participante da Rede Nacional De Pessoas Trans do Brasil, Redtrans (Rede Nacional de Pessoas Trans), do NUPSEX da UFRGS e foi Delegada na V Conferência Municipal De Direitos Humanos De Porto Alegre.


  • 13h30 ParaNorman Chris Butler, Sam Fell


    DOMINGO EM FAMÍLIA


    PARANORMAN
    ParaNorman, Estados Unidos, 2012, cor, 92 min


    O jovem Norman Babcock consegue falar com os mortos e prefere conviver com eles a conviver com os vivos, já que sofre bullying na escola por ser considerado “esquisito”. Do além, seu tio Prenderghast alerta o garoto que a maldição de uma bruxa centenária vai se realizar, e apenas Norman pode detê-la. Esta animação, que será apresentada em versão dublada em português, traz aquele que é considerado o primeiro personagem abertamente gay em um filme infantil.


    D: Chris Butler, Sam Fell. R: Chris Butler. G: Animação. CI: Livre. L: Sim.




    15h ParaNorman Chris Butler, Sam Fell


    DOMINGO EM FAMÍLIA


    PARANORMAN
    ParaNorman, Estados Unidos, 2012, cor, 92 min


    O jovem Norman Babcock consegue falar com os mortos e prefere conviver com eles a conviver com os vivos, já que sofre bullying na escola por ser considerado “esquisito”. Do além, seu tio Prenderghast alerta o garoto que a maldição de uma bruxa centenária vai se realizar, e apenas Norman pode detê-la. Esta animação, que será apresentada em versão dublada em português, traz aquele que é considerado o primeiro personagem abertamente gay em um filme infantil.


    D: Chris Butler, Sam Fell. R: Chris Butler. G: Animação. CI: Livre. L: Sim.




    17h ParaNorman Chris Butler, Sam Fell


    DOMINGO EM FAMÍLIA


    PARANORMAN
    ParaNorman, Estados Unidos, 2012, cor, 92 min


    O jovem Norman Babcock consegue falar com os mortos e prefere conviver com eles a conviver com os vivos, já que sofre bullying na escola por ser considerado “esquisito”. Do além, seu tio Prenderghast alerta o garoto que a maldição de uma bruxa centenária vai se realizar, e apenas Norman pode detê-la. Esta animação, que será apresentada em versão dublada em português, traz aquele que é considerado o primeiro personagem abertamente gay em um filme infantil.


    D: Chris Butler, Sam Fell. R: Chris Butler. G: Animação. CI: Livre. L: Sim.


  • 15h Waiting for B. Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel


    WAITING FOR B.
    Brasil, 2015, cor, 71 min


    O que você faria para ver de perto o seu ídolo? Em 2013, milhares de pessoas se reuniram em São Paulo para ver a musa pop Beyoncé. Alguns fãs chegaram a acampar em frente ao estádio Morumbi durante dois meses. Esta é a sua história.


    D: Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel. E: Charles Angels, Bruno Brunet, Gabriela Electra. G: Documentário. CI: 12 anos. L: Sim.




    17h Taekwondo Marco Berger


    TAEKWONDO
    Taekwondo, Argentina, 2016, cor, 112 min


    Fernando está passando as férias com os amigos em uma casa de campo em Ezeiza, na grande Buenos Aires. Longe das namoradas, eles se entregam a bebidas, drogas e brincadeiras, que também acabam trazendo à tona as suas intimidades mais profundas.


    D: Marco Berger, Martín Farina. R: Marco Berger. E: Gabriel Epstein, Lucas Papa, Nicolás Barsoff. G: Comédia/Drama. CI:16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 12 de agosto – sáb – 19h


    Marco Berger – Cineasta de Buenos Aires, já dirigiu ou codirigiu 8 filmes.




    19h O Amor Não tem Sexo Stephen Frears


    O AMOR NÃO TEM SEXO
    Prick Up Your Ears,Reino Unido, 1987, 105 min


    A história real de Joe Orton, que na juventude começou uma relação com um companheiro mais velho. Aos poucos ele se projeta como dramaturgo, alçando sucesso e escrevendo o enredo para um filme dos Beatles. Mas a fama crescente o afasta de seu amante, gerando trágicas consequências.


    D: Stephen Frears. R: Alan Bennett, John Lahr. E: Gary Oldman, Alfred Molina, Vanessa Redgrave. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h Gêmeas Peter Jackson


    ALMAS GÊMEAS
    Heavenly Creatures, Nova Zelândia, Alemanha, 1994, cor, 99 min


    Duas adolescentes criam uma amizade obsessiva repleta de fantasia, e se revoltam com a interferência dos pais, preocupados com este relacionamento doentio. À medida que a amizade evolui, as duas decidem firmar um pacto para eliminar quem quer que tente separá-las.


    D: Peter Jackson. R: Jackson, Fran Walsh. E: Melanie Lynskey, Kate Winslet, Sarah Peirse. G: Drama/Thriller. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h Lampião da Esquina Lívia Perez


    LAMPIÃO DA ESQUINA
    Brasil, 2016, cor, 82 min


    No Brasil de 1978, em plena ditadura, surgiu o jornal O Lampião, voltado ao público homossexual. Um grupo de jornalistas e escritores do Rio de Janeiro e de São Paulo se uniram em torno do projeto, abordando temas polêmicos como racismo, aborto, drogas e prostituição.


    D: Lívia Perez. E: Ney Matogrosso, Leci Brandão, Aguinaldo Silva. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 18 de agosto – sex – 19h


    Lívia Perez – Realizadora, pesquisadora e doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais na ECA-USP. Além de Lampião da Esquina, dirigiu o curta Quem Matou Eloá?, exibido e premiado em festivais nacionais e internacionais.


    Giovanni Francischelli – Sócio-diretor da produtora Doctela e produtor executivo de Lampião da Esquina.




    19h Fassbinder - Amor Sem Cobranças Christian Braad Thomsen


    FASSBINDER – AMOR SEM COBRANÇAS
    Fassbinder: at elskeuden at kræve, Dinamarca, 2015, cor/P&B, 109 min


    Amigo próximo do polêmico cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder, o diretor deste documentário organizava materiais de arquivo sobre ele quando descobriu uma entrevista inédita gravada em vídeo. A partir desses depoimentos, Thomsen retrata a vida de Fassbinder do nascimento à morte.


    D, R: Christian Braad Thomsen. E: Rainer Werner Fassbinder. G: Documentário. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h for B. Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel


    WAITING FOR B.
    Brasil, 2015, cor, 71 min


    O que você faria para ver de perto o seu ídolo? Em 2013, milhares de pessoas se reuniram em São Paulo para ver a musa pop Beyoncé. Alguns fãs chegaram a acampar em frente ao estádio Morumbi durante dois meses. Esta é a sua história.


    D: Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel. E: Charles Angels, Bruno Brunet, Gabriela Electra. G: Documentário. CI: 12 anos. L: Sim.




    17h Divinas Divas Leandra Leal


    DIVINAS DIVAS
    Brasil, 2016, cor, 110 min


    Conheça a primeira geração de artistas travestis do Brasil: Rogéria, Valéria, Jane di Castro, Camille K., Fujica de Holliday, Eloína, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros.


    D, R: Leandra Leal. E: Rogéria, Jane di Castro, Miguel Falabella. G: Documentário. CI: 14 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 5 de agosto – sáb  – 19h


    Divina Valéria – Artista performática brasileira. Começou sua carreira no Rio de Janeiro em 1964, quando fez espetáculos ao lado de Miéle e Aracy de Almeida, e levou-a a Paris nas décadas seguintes.


    Jane Di Castro – Cantora e artista performática brasileira. Nascida no Rio de Janeiro, sofreu em casa a repressão por ser travesti. Começou a se apresentar em casas noturnas em Copacabana nos anos 1960.


    Eloína dos Leopardos – Artista performática brasileira. Foi criadora (junto com a amiga Rogéria) e apresentadora da lendária “Noite dos Leopardos” de Copacabana – um espetáculo musical com go-go boys.




    19h High Art: Retratos Sublimes Lisa Cholodenko


    HIGH ART: RETRATOS SUBLIMES
    High Art,Estados Unidos, 1998, cor, 101 min


    Uma jovem estagiária de uma pequena revista se envolve com uma fotógrafa lésbica e viciada em drogas. Apesar de cada uma delas querer explorar a outra em prol de sua carreira, elas acabam se apaixonando de verdade.


    D, R: Lisa Cholodenko. E: Radha Mitchell, Ally Sheedy, Patricia Clarkson. G: Drama/Romance. CI: 16 anos. L: Sim.


  • Sessão especial XX Semana da Pessoa com Deficiência

     

    15h Quatro Milagres de um Santo Ladrão Alan Mendonça, Felipe Iesbick

     

    QUATRO MILAGRES DE UM SANTO LADRÃO
    Brasil, 2016, cor, 104 min

     

    Frederico Capone é um lutador e ladrão de carros que desafia o temível Barrabás para uma luta de verdade, o que coloca em risco sua vida e a de sua noiva Betânia. Mas Capone é preso e, na cadeia, começa a realizar milagres, conquistando fama e simpatia entre os detentos.

     

    D, R: Alan Mendonça, Felipe Iesbick. E: João França, Fernanda Carvalho Leite, Oscar Simch. G: Aventura/Comédia. CI: 14 anos.

     


     

    17h Hawaii Marco Berger

     

    HAWAII
    Hawaii, Argentina, 2013, cor, 102 min

     

    Eugênio passa o verão cuidando da casa de campo dos tios, em busca de inspiração para o livro que está escrevendo. Quando Martín surge em busca de trabalho, os dois se reconhecem e descobrem que foram grandes amigos na juventude. As lembranças e brincadeiras do passado começam a despertar uma paixão adormecida.

     

    D, R: Marco Berger. E: Manuel Vignau, Mateo Chiarino, Antonia De Michelis. G: Drama/Romance. CI:14 anos. L: Sim.

     

    Sessão comentada – 11 de agosto – sex – 19h


    Marco Berger – Nascido em Buenos Aires, lançou seu primeiro longa-metragem em 2009 e, desde então, dirigiu ou codirigiu 8 filmes. Especializado na direção de atores, o diretor participou de diversos festivais nacionais e internacionais, sendo premiado em alguns.


     

    19h Pária Dee Rees


    Sessão comentada com a diretora de fotografia e artista visual Livia Pasqual

     

     

    PÁRIA
    Pariah, Estados Unidos, 2011, cor, 86 min

     

    Uma adolescente do Brooklyn precisa lidar com identidades conflitantes, perda de amizades, desilusões amorosas e o afastamento familiar, tudo em meio a uma busca desesperada pela sua expressão sexual.

     

    D, R: Dee Rees. E: Adepero Oduye, Kim Wayans, Aasha Davis. G: Drama. CI: 18 anos. L: Sim.

     

    Sessão comentada – 25 de agosto – sex – 19h


    Livia Pasqual – Diretora de fotografia e artista visual. Atua na fronteira entre cinema e vídeo experimental. Foi finalista da Bolsa Iberê Camargo (2012); Integrou os projetos LABVERDE (Amazônia), SÍM (Islândia, 2014) e o LABMIS (MIS, SP, 2015), onde realizou o filme A Saga do Herói.

  • 15h Lampião da Esquina Lívia Perez


    LAMPIÃO DA ESQUINA
    Brasil, 2016, cor, 82 min


    No Brasil de 1978, em plena ditadura, surgiu o jornal O Lampião, voltado ao público homossexual. Um grupo de jornalistas e escritores do Rio de Janeiro e de São Paulo se uniram em torno do projeto, abordando temas polêmicos como racismo, aborto, drogas e prostituição.


    D: Lívia Perez. E: Ney Matogrosso, Leci Brandão, Aguinaldo Silva. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 18 de agosto – sex – 19h


    Lívia Perez – Realizadora, pesquisadora e doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais na ECA-USP. Além de Lampião da Esquina, dirigiu o curta Quem Matou Eloá?, exibido e premiado em festivais nacionais e internacionais.


    Giovanni Francischelli – Sócio-diretor da produtora Doctela e produtor executivo de Lampião da Esquina.




    17h Garotas Serão Garotas Richard Day


    GAROTAS SERÃO GAROTAS
    Girls Will Be Girls, Estados Unidos, 2003, cor, 79 min


    Três atrizes, em diferentes estágios das suas carreiras em Hollywood, navegam pelo campo minado do amor, envelhecimento e ambição. E as três são interpretadas por homens!


    D, R: Richard Day. E: Jack Plotnick, Clinton Leupp, Jeffery Roberson. G: Comédia romântica. CI: 18 anos. L: Sim.




    19h Lado Selvagem Sébastien Lifshitz


    LADO SELVAGEM
    Wild Side, França, Bélgica, Reino Unido, 2004, cor, 93 min


    Stéphanie é transexual e garota de programa. Ela vive em Paris e forma um triângulo amoroso com Djamel e Mikhail. Ao receber uma ligação do hospital onde sua mãe está internada em estado terminal, os três amantes viajam até lá e, no caminho, Stéphanie relembra sua infância.


    D: Sébastien Lifshitz. R: Lifshitz, Stéphane Bouquet. E: Stéphanie Michelini, Yasmine Belmadi, Edouard Nikitine. G: Drama/Romance. CI: 18 anos. L: Sim.


  • 15h O Culto a JT LeRoy Marjorie Sturm


    O CULTO A JT LEROY
    The Cult of JT LeRoy, Estados Unidos, 2014, cor, 92 min


    JT LeRoy era um prostituto adolescente, viciado em heroína e portador do vírus HIV, que foi encorajado a escrever sobre sua vida. O resultado foi um sucesso literário que rendeu três best-sellers e fama instantânea, mas também uma grande polêmica: JT não era exatamente o que parecia.


    D: Marjorie Sturm. E: Max Livingston, Asia Argento, Deb Hiett. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h Me Chame de Marianna Karolina Bielawska


    ME CHAME DE MARIANNA
    Mów mi Marianna, Polônia, 2015, cor, 75 min


    Marianna é uma atrativa mulher de 40 anos que, devido às complexas leis polonesas, acaba de processar os pais para conseguir fazer uma cirurgia de mudança de sexo. Porém, faltando pouco tempo para a operação, ela começa um romance improvável com um homem mais velho.


    D, R: Karolina Bielawska. E: Marianna Klapczynska, Katarzyna Klapczynska, Jowita Budnik. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 19 de agosto – sáb – 19h


    Sophia Starosta – Militante do movimento trans e feminista brasileira. Participante da Rede Nacional De Pessoas Trans do Brasil, Redtrans (Rede Nacional de Pessoas Trans), do NUPSEX da UFRGS e foi Delegada na V Conferência Municipal De Direitos Humanos De Porto Alegre.




    19h High Art: Retratos Sublimes Lisa Cholodenko


    HIGH ART: RETRATOS SUBLIMES
    High Art,Estados Unidos, 1998, cor, 101 min


    Uma jovem estagiária de uma pequena revista se envolve com uma fotógrafa lésbica e viciada em drogas. Apesar de cada uma delas querer explorar a outra em prol de sua carreira, elas acabam se apaixonando de verdade.


    D, R: Lisa Cholodenko. E: Radha Mitchell, Ally Sheedy, Patricia Clarkson. G: Drama/Romance. CI: 16 anos. L: Sim.


  • 15h O Culto a JT LeRoy Marjorie Sturm


    O CULTO A JT LEROY
    The Cult of JT LeRoy, Estados Unidos, 2014, cor, 92 min


    JT LeRoy era um prostituto adolescente, viciado em heroína e portador do vírus HIV, que foi encorajado a escrever sobre sua vida. O resultado foi um sucesso literário que rendeu três best-sellers e fama instantânea, mas também uma grande polêmica: JT não era exatamente o que parecia.


    D: Marjorie Sturm. E: Max Livingston, Asia Argento, Deb Hiett. G: Documentário. CI: 16 anos. L: Sim.




    17h O Ninho Filipe Matzembacher, Marcio Reolon


    O NINHO
    Brasil, 2016, cor, 100 min


    Bruno viaja a Porto Alegre em busca do irmão, que não vê há anos, mas descobre que ele não está mais na cidade. O que parecia ser uma viagem perdida acaba se tornando o início de uma jornada de autoconhecimento quando ele se depara com os amigos, as memórias e as situações vividas pelo irmão.


    D, R: Filipe Matzembacher, Marcio Reolon. E: Nicolas Vargas, Sophia Starosta, Felipe Paes. G: Drama. CI: 12 anos. L: Sim.


    Sessão comentada – 4 de agosto – sex – 19h


    Filipe Matzembacher e Marcio Reolon – Formados em Cinema pela PUC-RS, dirigiram diversos curtas-metragens e o longa Beira-Mar (2015), que estreou no Festival de Cinema de Berlim, na mostra Forum. Filipe e Marcio também são produtores e curadores de dois festivais de cinema: o CLOSE, focado em filmes com temática LGBT, e o Diário de Cinema.




    19h Waiting for B. Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel


    WAITING FOR B.
    Brasil, 2015, cor, 71 min


    O que você faria para ver de perto o seu ídolo? Em 2013, milhares de pessoas se reuniram em São Paulo para ver a musa pop Beyoncé. Alguns fãs chegaram a acampar em frente ao estádio Morumbi durante dois meses. Esta é a sua história.


    D: Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel. E: Charles Angels, Bruno Brunet, Gabriela Electra. G: Documentário. CI: 12 anos. L: Sim.


  • 15h Fassbinder - Amor Sem Cobranças Christian Braad Thomsen


    FASSBINDER – AMOR SEM COBRANÇAS
    Fassbinder: at elskeuden at kræve, Dinamarca, 2015, cor/P&B, 109 min


    Amigo próximo do polêmico cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder, o diretor deste documentário organizava materiais de arquivo sobre ele quando descobriu uma entrevista inédita gravada em vídeo. A partir desses depoimentos, Thomsen retrata a vida de Fassbinder do nascimento à morte.


    D, R: Christian Braad Thomsen. E: Rainer Werner Fassbinder. G: Documentário. CI: 18 anos. L: Sim.




    17h High Art: Retratos Sublimes Lisa Cholodenko


    HIGH ART: RETRATOS SUBLIMES
    High Art,Estados Unidos, 1998, cor, 101 min


    Uma jovem estagiária de uma pequena revista se envolve com uma fotógrafa lésbica e viciada em drogas. Apesar de cada uma delas querer explorar a outra em prol de sua carreira, elas acabam se apaixonando de verdade.


    D, R: Lisa Cholodenko. E: Radha Mitchell, Ally Sheedy, Patricia Clarkson. G: Drama/Romance. CI: 16 anos. L: Sim.




    19h Garotas Serão Garotas Richard Day


    GAROTAS SERÃO GAROTAS
    Girls Will Be Girls, Estados Unidos, 2003, cor, 79 min


    Três atrizes, em diferentes estágios das suas carreiras em Hollywood, navegam pelo campo minado do amor, envelhecimento e ambição. E as três são interpretadas por homens!


    D, R: Richard Day. E: Jack Plotnick, Clinton Leupp, Jeffery Roberson. G: Comédia romântica. CI: 18 anos. L: Sim.


Música

Adam Evald

Dois grandes projetos compõem a programação musical. O Ouvindo Música apresenta uma programação de shows e concertos nacionais e internacionais que acontecem no Átrio todas as semanas. O Fazendo Música, que reúne cantores e instrumentistas em encontros e oferece oficinas para diversos níveis de conhecimento.

  • Em agosto, música Instrumental no Santander Cultural
    A programação de agosto do Santander Cultural traz um duo de música instrumental brasileira de primeiríssima qualidade, a reunião do saxofonista Leo Gandelman e o violonista João Camarero.
    A Oficina de Choro Santander Cultural continua suas atividades em 2017. Alguns dos principais nomes do choro do Rio Grande do Sul, como Samuca do Acordeon, Eiias Barboza, Guilherme Sanches, Lucian  Krolow e Alexandre Susin, estão a frente das turmas, sob a direção de Mathias Pinto. Com o objetivo de proporcionar educação musical através da linguagem choro, incentivando a postura criativa e a formação de multiplicadores, a oficina é um grande sucesso, já ganhando destaque em outros estados do país, tendo mais de 350 inscritos neste ano. As inscrições para o segundo semestre seguem abertas.

  • Leo Gandelman e João Camarero
    17h
    Átrio
    Instrumental Brasileiro
     

    Joao Camarero
    Leo Gandelman

    LEO GANDELMAN E JOÃO CAMARERO – A reunião de dois grandes instrumentistas da música brasileira traz ao átrio do Santander Cultural o saxofonista Leo Gandelman e o violonista Joao Camareiro. Um dos mais celebrados instrumentistas brasileiros, Leo Gandelman e adorado pelo público jovem e pop e também pelos fãs de MPB, além de ter associado seu nome a excelência e o virtuosismo da musica de concerto, em performances com orquestras e recitais de câmara. Aos quinze anos, Leo já era solista da Orquestra Sinfônica Brasileira. Participou em mais de mil gravações, foi eleito durante quinze anos consecutivos o melhor instrumentista brasileiro pelo concurso Diretas na Musica, do Jornal do Brasil. Sua carreira teve grande repercussão também nos EUA, com direito a seis temporadas de casa cheia no Blue Note, de Nova Iorque. Foi solista da Orquestra Sinfônica Brasileira no Lincoln Center e no Central Park, também da Orquestra Sinfônica da Bahia, de Ribeirão Preto, de Brasília, com a OSESP e Orquestra Sinfônica Petrobras. Já gravou vinte e um discos e três dvds, tendo vendido mais de quinhentas mil copias . Em 2007, com o cd "Radamés e o Sax" ganhou o Premio TIM como melhor instrumentista e melhor produtor. Já fez parcerias com alguns dos principais nomes da musica nacional, como Egberto Gismonti, Toninho Horta, Wagner Tiso, Cesar Camargo Mariano e internacional, como Chucho Valdés e Bernard Purdie. Foi, durante seis anos, curador e diretor musical do Festival Búzios Jazz e Blues, além de participar de importantes festivais pelo mundo, como o Moscow City Jazz. Gravou com alguns dos principais nomes da MPB, criou diversas trilhas para cinema e televisão e, atualmente, e diretor artístico, roteirista e apresentador do programa Vamos Tocar, do Canal BIS (Globosat). Apontado pela crítica como um dos principais nomes da nova geração do violão brasileiro, João Camarero lançou em 2016, CD homônimo, primeiro disco solo de sua carreira, pela Acari Records. O álbum, produzido por Camarero e Junior Pita, consolida o jovem músico como um virtuose do violão de sete cordas. Nascido em Ribeirão Preto - SP, João Camarero se criou na cidade de Avaré - SP, onde iniciou seus estudos na música aos oito anos e no violão aos quinze. Estudou no Conservatório de Tatuí? -SP (2008-2009) e na Escola Portátil de Música (2011-2012), onde hoje atua como professor e monitor. Vencedor do Prêmio MIMO Instrumental 2015 e do Concurso Novas – 3, apresentou-se em diversos países como Japão (turnê em duo com Joa?o Lyra - 2015), França (Bando do Chora?o - 2009), Alemanha (turnê com a Camerata Violões e Cia, do Conservatório de Tatuí? – 2008), Itália (Choro Internacional de Torino – 2008) e EUA (The Mandolin Symposium, Universidade da Califórnia – 2012 e Jazz at the Plaza, Nova Iorque - 2013). Tocou ao lado de grandes nomes da música, em concertos e gravações, como Altamiro Carrilho, Leny Andrade, Yamandu Costa, Ze?lia Duncan, Danilo Caymmi, Agnaldo Rayol, Elton Medeiros, Cristina Buarque, Nailor Proveta, Mike Marshall, Ademilde Fonseca, entre outros. Como compositor, tem parcerias com grandes nomes da música popular brasileira, como Paulo Ce?sar Pinheiro e Cristóvão Bastos. Já participou da gravação de mais de trinta discos, como músico, arranjador ou diretor musical.  No repertorio, Espinha de Bacalhau e Chorinho em Aldeia, de Severino Araújo, Ternura, de K-Ximbinho e Amphibious, de Moacyr Santos, entre outros clássicos.
     

     

  • QueerMuseu - cartografias da diferença na arte da brasileira
    De 15 de agosto à 8 de outubro de 2017.

    O Santander Cultural apresenta a mostra Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira com mais de 270 obras - oriundas de coleções públicas e privadas - que percorrem o período histórico de meados do século 20 até os dias de hoje.

    Um mês dedicado a temática LGBTQ no Cine Santander Cultural
    No mês de agosto, a programação do cinema acompanha o tema da exposição QueerMuseu - cartografias da diferença na arte brasileira realizada pelo Santander Cultural com a mostra exclusiva Queer Cinema.

A Oficina de Choro Santander Cultural expande suas atividades em 2017. O projeto que já existe há 12 anos, atualmente  coordenado pelo músico Mathias Pinto, amplia sua carga horária e equipe de professores, aumentando a capacidade de alunos e trazendo novas áreas abordadas como aulas de criação e improviso, divididas em dois encontros semanais. Na formação da nova equipe músicos destacados no estado, como Samuca do Acordeon, Elias Barboza, Guilherme Sanches , Lucian Krolow, Alexandre Susin  e Mônica Kern na produção executiva e comunicação, se unem com o objetivo de proporcionar educação musical através da linguagem choro, incentivando a postura criativa e a formação de multiplicadores. Gratuita e com classificação livre, para alunos de todos os níveis. Mais informações: oficinadechorosantadnder@gmail.com