Investimentos para empresa - Santander

Investimentos para empresa

Conheça as soluções de investimentos para empreender ou investir no seu negócio.

COMUNICADO FGC

“Caro cliente,

Informamos que saldos em depósito em dinheiro em conta corrente, aplicação em caderneta de poupança ou investimentos em depósitos a prazo (CDB/RDB), Letras de Câmbio, Letras Hipotecárias, LCI e LCA, entre outros, mantidos nesta instituição financeira, são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Isso quer dizer que o FGC assegura que você receberá seu dinheiro de volta em casos de intervenção ou de liquidação de instituição financeira pelo Banco Central do Brasil, limitado a R$ 250 mil (duzentos e cinquenta mil reais) por CPF ou por CNPJ e por instituição financeira.

Lembre-se que, se você receber a garantia do FGC em decorrência de mais de uma intervenção ou liquidação de instituição financeira, o limite total da garantia é de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, a partir do primeiro pagamento de garantia. Encerrado esse período, o limite de cobertura é restabelecido.

Atenção: O FGC garante somente os instrumentos financeiros indicados em seu Regulamento, nos limites e nas condições ali descritos.O FGC não garante aplicações em fundos de investimento, letras financeiras, letras imobiliárias garantidas (LIG), ações e títulos de capitalização, entre outras. Para mais informações acesse o site www.fgc.org.br.

Atenciosamente,

FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS – FGC”

Fique atento: nova tributação de Imposto de Renda para Condomínios – Poupança. Em respeito ao compromisso de transparência que temos com os nossos clientes, informamos que conforme Decreto n° 9.580/2018 (novo Regulamento do Imposto de Renda – RIR,)  publicado em 23 de novembro de 2018, houve a revogação do Decreto n°3.000/1999 que isentava a poupança dos condomínios de edifícios do imposto de renda. Assim, a partir do ano de 2019 os rendimentos de poupança creditados a condomínios de edifícios estarão sujeitos à tributação pelo imposto de renda na fonte, na alíquota de 22,5%  (art. 790, Decreto 9.580/18).