Desculpa, mas infelizmente nosso site não está habilitado para o seu navegador

Para ter uma melhor experiência ao usar o portal Santander, prefira um dos navegadores abaixo

Navegadores compatíveis

Internet Explorer 11

Ética nas relações - Santander

Ética nas relações

A transparência que queremos ver no país começa na maneira como conduzimos nossos negócios.

99,11% de nossos funcionários concluíram o curso em Prevenção e Combate à Corrupção até o final de 2020.

Temos o Canal Aberto, que recebe comunicações sobre atos supostamente ilícitos e violações às políticas do Santander, de maneira sigilosa.

O que fazemos

Temos políticas, regulamentos, um Comitê de Ética e Compliance e outras iniciativas que orientam a atuação de nossos executivos e funcionários. Combatemos a corrupção e estimulamos a ética nas relações entre colaboradores e nos relacionamentos externos.

O Código de Conduta Ética dispõe sobre as diretrizes e condutas que ajudam a proteger a nossa reputação e garantem a integridade das nossas ações, promovendo um ambiente livre de discriminação, que valoriza a diversidade, o respeito, a transparência, responsabilidade e a integridade e coíbe qualquer outra prática que atente contra a ética, os direitos humanos e a legislação.

Reforçamos esse posicionamento com ações de comunicação interna e treinamentos e temos canais para que as pessoas possam reportar eventuais problemas livremente e de forma sigilosa.

Canal Aberto Santander

O Canal Aberto Santander acolhe as denúncias de situações com indícios de ilicitude de qualquer natureza, relacionadas às atividades executadas pelo Santander ou empresas coligadas, violações ao seu Código de Conduta Ética e/ou normas internas, recebidas de empregados, estagiários, colaboradores, clientes, usuários de produtos e serviços, parceiros ou fornecedores.


Em todos os casos, a confidencialidade e o sigilo das informações recebidas são assegurados pelas áreas envolvidas no tratamento das ocorrências.


Todos os registros recebidos pelo Canal Aberto são avaliados e encaminhados aos responsáveis para apuração e decisão sobre a adoção de medidas necessárias, incluindo aquelas relacionadas a direitos humanos, diversidade, corrupção, contabilidade e auditoria. Fale com a gente pelo e-mail canalaberto@santander.com.br

Principais iniciativas

Relações trabalhistas

Respeitamos a legislação trabalhista e os documentos internos que norteiam a atuação de nossos funcionários e estagiários, entre eles o Código de Conduta Ética. Reforçado por meio da comunicação interna e de treinamentos disponibilizados pela Academia Santander, o Código ajudou na disseminação da cultura Santander e deu mais abertura a consultas e esclarecimentos de dúvidas. Baseado em exemplos práticos dos comportamentos esperados e daqueles que não são aceitos, o documento traz em linguagem acessível os cinco princípios fundamentais de conduta do Santander: integridade, transparência, responsabilidade, diversidade e respeito.

Respeito à livre associação sindical e direito à negociação coletiva

O Santander reconhece o direito de seus funcionários à liberdade de associação sindical, nos moldes da legislação vigente e da negociação coletiva de trabalho. Somos signatários da Convenção Coletiva da categoria dos bancários e participamos ativamente da negociação, como membro permanente da comissão de negociação patronal. Nosso Acordo Coletivo de Trabalho Específico estabelece as condições para a livre associação sindical por parte dos funcionários. Acreditamos que, dessa forma, é possível manter uma agenda aberta de diálogo com os representantes dos nossos funcionários.

Combate ao assédio e à discriminação

Contamos com o programa “O Santander Contra o Assédio Moral nas Relações de Trabalho”, que informa e orienta nossos funcionários sobre esse tema por meio de ações como:
  • Palestras de sensibilização e orientação para gestores da capital e do interior de São Paulo.
  • Inserção do tema no programa institucional de formação de gestores.
  • Divulgação na intranet de cartilha digital sobre o tema e publicação do acordo firmado entre o Banco e o Ministério Público do Trabalho.
  • Distribuição de cartilhas em papel e curso online para todos os funcionários.
  • Treinamentos específicos para funcionários e gestores.

Combate à corrupção

Baseados em normas internas e externas, entre elas a Lei Anticorrupção (12.846/13), adotamos uma série de políticas que regulam o tema:
  • Política Anticorrupção, que é revisada periodicamente e estabelece monitoramentos para a prevenção da corrupção internamente e nos relacionamentos externos.
  • Procedimento para condutas relativas à Anticorrupção.
  • Código de Conduta Ética.
  • Prevenção à Lavagem de Dinheiro.
  • Código de Conduta de Fornecedores, que possui questões baseadas nos princípios do Pacto Global das Nações Unidas.
  • Presentes, Brindes & Entretenimento.
  • Política de Doações.
  • Política de Relacionamento com Partes Interessadas.
  • Código de Conduta nos Mercados de Valores.
  • Política de Prevenção de Riscos Penais – Corporate Defense.
  • Política Antitruste – Introdução ao Direito de Concorrência, em conformidade com a Legislação Brasileira de Defesa da Concorrência.

Para assegurar o alinhamento em torno desses regulamentos, temos processos para orientar e apoiar os funcionários que tiverem dúvidas de conduta. O tema também é abordado amplamente por meio de palestras, reuniões, treinamentos presenciais e à distância, incluindo netcurso obrigatório aos nossos funcionários e estagiários.

O tema é reforçado pela comunicação interna, seja por meio da intranet, e-mail ou demais meios de divulgação interna. Além do trabalho de conscientização, as áreas que se relacionam com o setor público, contratação de fornecedores e concessão de patrocínios para os setores público e privado possuem o processo de análise desempenhado por diversas áreas, dentre as quais o Compliance, que busca identificar eventuais riscos relacionados à corrupção nessas operações.