Atualizado em Wed Jun 08 11:52:58 GMT-03:00 2022

por Equipe Santander

Vai começar a compartilhar suas finanças com alguém ou precisa cuidar da organização financeira de seus pais/filhos e tem dúvidas se abre ou não uma conta conjunta?

Não se preocupa que a gente te explica como elas funcionam!

Separamos alguns dicas e as principais diferenças entre conta individual e conta conjunta para você a escolher a opção que mais combina com o seu momento de vida.

Conta Individual

A conta individual possui um único titular. Dessa forma, apenas o titular da conta pode fazer saques, depósitos, solicitar limites, realizar transferências, ou seja, realizar movimentações com os recursos disponíveis em conta.

Tipos de Conta Individual

Existem alguns tipos de conta individual:

Conta corrente:

Uma conta destinada para quem deseja utilizar diferentes tipos de serviços e transações financeiras como, por exemplo: solicitação de aumento de limite, contratação de seguros, solicitação de empréstimo etc.

Conta salário:

Uma conta aberta por iniciativa e solicitação de um empregador, para realizar o pagamento de salários e benefícios aos seus colaboradores.

Conta poupança:

Uma alternativa de conta, onde você pode depositar seu dinheiro e, mensalmente, ele gera um rendimento. E, ao contrário do que muita gente pensa, a conta poupança não precisa estar vinculada a uma conta corrente, basta você procurar uma agência bancária e pedir para que uma conta poupança seja aberta em seu nome.

Conta conjunta

A conta conjunta é uma conta com mais de um titular, ou seja, você pode dividi-la com seu parceiro(a), pais, filhos, irmãos, sócios etc. Além disso, não é obrigatório que a pessoa com quem você deseja compartilhar a conta seja um parente seu.

Tipos de Conta Conjunta

Existem duas modalidades de conta conjunta, são elas:

Conta conjunta solidária:

Uma opção para quem deseja movimentar a conta de forma independente, ou seja, qualquer um dos titulares pode realizar transações financeiras individualmente. Esse tipo é mais indicado para casais e familiares.

Conta conjunta não-solidária:

Essa modalidade não permite que um titular tenha liberdade para fazer movimentações financeiras de forma independente na conta. Ou seja, é necessário o consentimento de todos os titulares para a realizar qualquer transação. Por conta disso, essa opção é mais utilizada por sócios.

Como abrir uma conta no Santander?

Para abrir sua conta, é fácil!  Basta você clicar aqui, digitar seu CPF, preencher seus dados e escolher o pacote de serviços de acordo com às suas necessidades.

Em alguns minutos, você já se torna um cliente Santander. E o melhor: durante o pedido de abertura, você pode configurar a senha e já começar a movimentar sua conta! 

Posso transformar a minha conta corrente em conta conjunta?

Sim, é possível transformar sua conta individual em conta conjunta. Basta você adicionar mais um titular. Aqui no Santander, você precisa nos informar os dados do novo(a) titular e formalizar a solicitação com o seu gerente em uma de nossas agências.

Vantagens de ter uma conta corrente no Santander:

- Cartão com anuidade zero.
- Tarifa zero no pacote de serviços para quem receber R$ 1.000 mensais e realizar pagamento pelo menos de 1 conta por mês pelos canais digitais do Santander.
App Way  que te ajuda a controlar a vida financeira.
- Descontos no programa Esfera.
- Cashback para você aproveitar e usar como quiser.

É simples encerrar uma conta conjunta no Santander?

Sim, mas para isso é necessário que todos os titulares solicitem o encerramento da conta. Além disso, recomendamos que, antes de tomar essa decisão, seja discutido o destino dos recursos disponíveis em conta, além de avaliar se existem serviços contratados, como seguros ou empréstimos.

Agora que você já sabe a diferença entre as modalidades de conta individual e conjunta, aproveite para abrir sua conta e conhecer todos os benefícios de ser um cliente Santander.

Abra sua conta Santander