Atualizado em 01-09-2023

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumentar espessura do texto A+
Aumento de espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00
Uma ilustração de uma família com um homem, uma mulher e uma menina de mãos dadas com o texto Empréstimo Bolsa Família

Em setembro de 2022, o Governo Federal anunciou uma nova modalidade de crédito para ajudar o público que possui uma renda baixa, ou seja, com renda familiar mensal por pessoa de até meio salário-mínimo ou que todos os integrantes possuam uma renda mensal somada de até três salários-mínimos, o Empréstimo Bolsa Família.

E como funciona essa modalidade de crédito? Como faço para solicitar? Tenho direito ao Empréstimo? Por que ele foi suspenso em 2023?

Para responder essas e outras perguntas, preparamos um conteúdo completo sobre o que é o Empréstimo Bolsa Família e por que foi suspenso. Continue a leitura e confira!

O que é o Empréstimo Bolsa Família?

Como sabemos, o Bolsa Família é um benefício disponibilizado pelo Governo Federal para as famílias brasileiras que possuem uma renda baixa, correspondendo mais de 20 milhões de pessoas.

Pensando nisso, essa modalidade de crédito foi anunciada no ano de 2022, onde os beneficiários poderiam solicitar um empréstimo consignado com o valor do Bolsa Família como garantia.

Dessa forma, as parcelas do contrato são descontadas diretamente da folha de pagamento do auxílio, mas dentro do limite da margem consignável.

Em 2022 os valores eram limitados em 45% do benefício, distribuídos da seguinte forma:

• 35% para empréstimos consignado ou financiamentos;
• 5% para cartão de crédito consignado;
• 5% para gastos com cartão de benefícios.

Por que o Empréstimo Bolsa Família foi suspenso?

Apesar de ter um alto requerimento no último ano, o consignado foi suspenso pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no começo de 2023. Desde então, o seu retorno está descartado, visto que o processo para retomada está em análise.

O programa foi suspenso devido a uma alta no endividamento dos beneficiários, visto que os descontos no benefício poderiam chegar até 24 meses, tornando-se um problema grave, de acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias.

Caso retorne, quem poderá solicitar o Empréstimo Bolsa Família?

Assim como o microcrédito, o Empréstimo Consignado Bolsa Família está acessível aos beneficiários cadastrados no Cadastro Único. Mas, para solicitação do Consignado, o responsável familiar da família beneficiada é o único que pode entrar com o pedido.

Além disso, existem alguns outros critérios, que são:

• Renda mensal inferior a R$170;
• Se houver membros menores de idades entre 6 e 17 anos, devem estar matriculados em uma escola e manter uma frequência mínima;
• Ter um fiador;
• Participar das ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para saúde da mulher;
• Autorizar um fiscal do programa ir até a sua residência;
• Manter as vacinas dos menores de idade em dia;
• As gestantes deverão realizar o pré-natal regularmente.

Como solicitar o Empréstimo do Bolsa Família?

Antes de explicar o processo para solicitação do consignado, é importante relembrarmos que, essa modalidade ainda está pausada para contratação.

Para contratar em um possível retorno, você deverá encontrar um dos bancos credenciados a essa modalidade. Após identificar o melhor banco, é o momento de separar os documentos obrigatórios, que são:

• CPF;
• Documento original com foto;
• Comprovante de inscrição do Cadastro Único;
• Comprovante de residência;
• Carteira de trabalho assinada;
• Comprovante de renda.

Com os documentos em ordem, basta seguir o passo a passo indicado pela instituição financeira que você optou pela contratação.

Os valores disponibilizados poderão variar. Atualmente o valor máximo liberado para o crédito é de 5% do valor do benefício. O valor final será de acordo com as suas condições de renda e a forma de pagamento.

Estou negativado, posso fazer o Empréstimo do Bolsa Família?

Mesmo que você esteja negativado, é possível solicitar o seu Empréstimo Bolsa Família, pois como vimos, os valores são descontados da folha de pagamento do benefício.

Mas, diferente dos valores apresentados anteriormente, para quem está negativado é possível conseguir um consignado de até R$2.569,00. Todos os valores e condições variam de acordo com a instituição financeira.

Veja também: Golpe do Desenrola Brasil: como identificar e se prevenir?

Mas, se você está com problemas financeiros e com o nome negativado, o Governo Federal anunciou também o programa Desenrola Brasil, com foco principal na renegociação das dívidas ativas, mesmo para os beneficiários do Bolsa Família.

Quer saber mais sobre o Desenrola? Confira nosso conteúdo completo!

E se você estiver precisando de um empréstimo para organizar sua vida financeira, conheça as soluções Santander e escolha uma perfeita para aliviar as suas contas, sem se comprometer. Ah, e sem sair de casa, tudo pelo celular.

Faça seu empréstimo

Fonte: Gov.br

 

Avalie esse artigo