Atualizado em Wed Apr 10 16:11:46 GMT-03:00 2024

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumentar espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00
Na imagem, há uma pequena ilustração de um homem com um laptop no colo, acima de um laptop maior com o símbolo do Banco Santander. Lê-se a frase 'O que é Extrato MEI?'.

Se você é um Microempreendedor Individual (MEI), sabe que o sucesso do seu negócio envolve o controle das suas finanças. Para isso, uma série de ferramentas devem fazer parte da administração das entradas e saídas, como é o caso do Extrato MEI – um documento que fornece um panorama detalhado de despesas, receitas e contribuições previdenciárias relacionadas à sua empresa.

Nesse cenário, é muito importante entender a função desse extrato e como ele pode ajudar na administração financeira do seu negócio. Para esclarecer todas as dúvidas sobre o tema, principalmente se você está iniciando seu empreendimento, criamos este conteúdo prático para você entender, interpretar e usar essa ferramenta para sua gestão financeira. Vamos lá?

O que é Extrato MEI?

Fundamental para a administração das finanças como Microempreendedor Individual, o Extrato MEI é um documento que comprova que você quitou os boletos gerados mensalmente – a DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) - referentes aos impostos da atividade exercida.

Ele é importante porque pode comprovar que a sua empresa está regularizada junto à Receita Federal, impactando diretamente em pedidos de abertura de contas, contratação de serviços e até na solicitação de benefícios como auxílio-doença MEI.

Como tirar o Extrato MEI?

O documento pode ser facilmente acessado pelo site do Simples Nacional. Antes de acessar, já tenha em mãos o seu CNPJ, CPF e o código de acesso. Veja o passo a passo a seguir:

1. Acesse o site do Simples Nacional;

2. Vá até a opção “Simei — serviços” e clique em “Cálculos e declarações”;

3. Agora, clique em “PGMEI — versão completa” e depois no ícone de certificado digital (para utilizar sua conta gov.br);

4. Faça o login e clique em “Consulta extrato/ pendências”;

5. Selecione a opção “extrato” e pronto. Se existir algum boleto em atraso, será possível vê-los nessa tela.

No extrato, você vai encontrar as guias DAS-MEI que foram pagas e as que constam como pendentes. Ele vai te ajudar a identificar se algum imposto ficou sem pagamento e a organizar suas finanças e obrigações como empresário e contribuinte.

Você pode acessá-lo de forma periódica, para ir checando seus pagamentos e ao final do ano para verificar que tudo foi quitado como previsto.

Como regularizar DAS-MEI atrasadas?

Ao atrasar o pagamento da DAS, você pode receber juros e multas como consequências. Eles são calculados automaticamente te e podem já aparecer na hora de pagar uma nova guia.

Além disso, você pode ser penalizado com perda de benefícios previdenciários como acesso à aposentadoria, auxílio-doença, entre outros.

Mas fique tranquilo: é possível regularizar essas pendências e retomar os seus direitos como MEI. Siga o passo a passo abaixo para pagar os boletos em atraso:

1. Acesse o Portal do Empreendedor e clique em “Já sou MEI”;

2. Em seguida, selecione a opção “Pagamento de Contribuição Mensal”;

3. Depois, escolha a opção “Boleto” e informe o número do CNPJ;

4. Agora, clique em “Emitir Guia de Pagamento”;

5. Para finalizar, selecione o mês ou meses atrasados que deseja pagar, informe a data de pagamento e clique em Gerar DAS.

Leia também: Veja como consultar o MEI pelo CPF

Qual a diferença entre Extrato MEI e DASN?

Por mais que ofereçam informações semelhantes, o Extrato MEI e a DASN (Declaração Anual de Faturamento do MEI) não são a mesma coisa.

O Extrato MEI mostra a relação de pagamentos já realizados, o status fiscal e as contribuições previdenciárias como os tributos ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Já a DASN é o documento enviado ao empreendedor anualmente e fica disponível até o dia 31 de maio do ano seguinte ao ano do faturamento. Ele é um relatório que todo MEI precisa enviar à Receita Federal e que constam todos os ganhos do empreendedor ao longo do ano, de acordo com as notas fiscais emitidas por seu negócio e o registro de empregados, se houver.

Então, ele tem informações que constam no Extrato MEI, mas tem outra função e não pode ser substituído.

Como cadastrar o pagamento da DAS em débito automático?

Você não precisa mais sofrer as penalidades por não pagar sua DAS. Usando o débito automático, você já deixa esse pagamento programado e fica livre de preocupações.

E você pode fazer isso facilmente pela conta MEI Santander: com ela, você não só deixa seu DAS em dia, mas também aproveita vantagens como pacote de serviços exclusivo, cartão de crédito com chance de anuidade zero, maquininha Getnet e muito mais.

Abrir conta MEI

Avalie esse artigo