Atualizado em 23-02-2024

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumentar espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00
Na imagem, há a ilustração de um homem entrando em uma agência Santander e de uma mulher na janela da agência. No topo, a frase ‘sabe qual o seu limite de saque?’.

É verdade que cada vez mais as pessoas estão optando pelos diferentes meios de pagamento no lugar do dinheiro em espécie. Porém, ainda existem situações que é preciso ter alguma quantia na carteira, certo?

Quando isso acontece, é comum ir ao caixa eletrônico para realizar um saque. E ao lidar com esse tipo transações bancárias, é crucial compreender o conceito de limite de saque. Será que tem alguma coisa a ver com o limite do seu cartão de crédito ou não?

No texto a seguir, vamos responder essas perguntas e discutir os detalhes específicos relacionados aos caixas automáticos.

O que é limite de saque?

O limite de saque refere-se à quantia máxima de dinheiro que você ou qualquer titular de conta pode retirar em um determinado período. Esses limites são estabelecidos por instituições financeiras com o objetivo de aumentar a segurança das transações, prevenir atividades fraudulentas e proteger tanto os clientes quanto a própria instituição.

Como os limites são decididos por cada banco, para cada tipo de conta, não é possível dizer qual o limite de saque de cada pessoa.

Por exemplo, é possível que você possa sacar até R$ 1.000 por dia, enquanto outras pessoas têm o limite de saque de até R$ 10.000.

Limite de saque x limite de cartão de crédito: tem diferença?

Sim, existe uma diferença entre o limite de cartão de crédito e o limite de saque. Vamos entender cada um deles:

1. Limite de Cartão de Crédito:

- O limite de cartão de crédito nada mais é do que o valor máximo que o titular do cartão pode gastar em compras e transações de crédito ao longo de um determinado período, geralmente mensal.

- Esse limite é estabelecido pela instituição financeira com base na análise de crédito do cliente, histórico financeiro e outros fatores. Pode variar de uma pessoa para outra e também depende do tipo de cartão de crédito.

- O limite de cartão de crédito é utilizado para realizar compras em estabelecimentos comerciais, pagamentos online e outras transações que envolvam crédito.

Se você considera o seu limite baixo, veja como conseguir um aumento no limite do cartão de crédito.

2. Limite de saque:

- O limite de saque, por outro lado, refere-se à quantia máxima que o titular da conta pode retirar em dinheiro, seja em caixas eletrônicos, agências bancárias ou outros meios de saque.

- Este limite é geralmente uma parte do limite total da conta, e sua finalidade é controlar o valor máximo que pode ser retirado em espécie.

- Os limites de saque são estabelecidos para aumentar a segurança das transações e prevenir atividades fraudulentas, sendo uma medida padrão em muitas contas bancárias.

Portanto, enquanto o limite de cartão de crédito está relacionado aos gastos feitos usando o cartão em transações de crédito, o limite de saque está associado ao valor máximo que pode ser retirado em dinheiro.

Pode-se dizer que os dois tipos de limite são importantes e que merecem a sua atenção durante a gestão financeira. Com eles, é possível garantir o uso responsável dos seus recursos.

Leia também: Planilha de controle financeiro: saiba como montar e gerenciar suas finanças

Como sacar um valor maior que o limite de saque no caixa eletrônico?

O conselho por parte das instituições financeiras é evitar a tentativa de saque de um valor maior que o estabelecido. A razão é uma só: é bem provável que você não consiga, por conta dos sistemas de segurança.

Geralmente, os bancos definem limites diários, semanais ou mensais para saques em caixas eletrônicos. Esses valores podem variar de acordo com o tipo de conta e as políticas específicas de cada instituição financeira.

Os limites de saque existem para proteger você e qualquer cliente contra atividades fraudulentas e aumentar a segurança nas transações financeiras. Você já deve ter ouvido histórias de pessoas que foram obrigadas a realizar saques sob coação e contra a própria vontade. Pois é, para evitar que isso aconteça e o prejuízo seja ainda maior, existem os limites de saque nos caixas eletrônicos.

Tentar burlar esses limites justificativa pode resultar em bloqueio temporário da conta.

Se você precisa realizar um saque acima do limite estabelecido, a dica é uma só: entre em contato com seu banco ou sua gerente e explique a situação. Eles podem oferecer soluções alternativas, como a realização de transferências bancárias, cheques ou outros métodos adequados para saques de quantias mais elevadas.

Você ainda não tem uma conta no Santander?

Abra sua conta

 

Em resumo, entender o limite de saque é essencial para uma gestão financeira eficaz. Ao utilizar caixas eletrônicos, os usuários devem estar cientes dos limites estabelecidos por seus bancos. Isso não apenas garante uma experiência de transação tranquila, mas também contribui para a segurança financeira. Esteja sempre atento aos termos e condições de sua instituição para aproveitar ao máximo os serviços bancários.

Leia também: Pix Saque e Pix Troco: saiba como usar

Avalie esse artigo