Atualizado em 19-04-2022

por Equipe Santander

Valor a receber do Banco Central - como funciona e como consultar?

Novo prazo para consulta e saque do valor esquecido será no começo de maio

A partir do dia 2 de maio o Banco Central começa uma nova fase para os usuários que queiram consultar valores esquecidos em alguma instituição financeira.

A nova fase contempla mais situações de origem desses valores esquecidos, por isso, na nova consulta, você tem nova chance de encontrar algum valor esquecido a receber. Mas afinal, do que se trata esse dinheiro? Como consultar esses valores a serem recebidos? Será que estou apto? Para esclarecer suas dúvidas, preparamos esse conteúdo completo.

O que é o Valor a Receber no Banco Central?

Serviço ofertado pelo Banco Central em que as pessoas podem realizar uma consulta por meio do site Valores a Receber, para checarem se existe algum valor esquecido em alguma conta corrente antiga, consórcio contratado entre outros serviços. A ação visa devolver esses valores. Mas, isso não quer dizer que qualquer pessoa terá um valor registrado no momento da consulta, pois existem alguns critérios que são levados em consideração. As regras da primeira fase contemplaram as seguintes situações:

  • Contas correntes ou poupanças encerradas com saldo disponível;

  • tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o Banco Central;

  • cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; e

  • recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Porém, a partir do dia 2 de maio, o Banco Central anunciou valores frutos de:

  • Taxas cobradas indevidamente, previstas ou não em Termo do Banco Central;

  • Prestações ou responsabilidades relacionadas com operações de crédito, que também não foram antecipadas;

  • Contas para pagamentos pré e pós-pagos com saldo disponível que foram encerradas.

  • As contas de registo dos corretores e corretoras de títulos foram encerradas com um saldo;

  • Entidades em vias de serem liquidadas extrajudicialmente;

  • FGC (Fundo Garantidor de Créditos);

  • FGCoop (Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito).

Os prazos de resgate ainda não foram divulgados, mas aqueles que já resgataram algum dinheiro, bem como aqueles que não tinham dinheiro na primeira fase, estão inclusos nessa segunda fase.

E como eu posso realizar a consulta?

Para isso é bem simples, basta seguir o passo a passo abaixo:

1. Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br; 

2. Use seu CPF e data de nascimento ou CNPJ e data de abertura da empresa para consultar se você tem valores a receber; 

3. Caso positivo, guarde bem a data que o sistema vai lhe informar; 

4. Se você ainda não tiver login Gov.br, faça seu cadastro gratuito no site ou pelo App Gov.br (Google Play e App Store). Você vai precisar de um cadastro Gov.br nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato; 

5. Volte ao site valoresareceber.bcb.gov.br na data informada e use seu login Gov.br para acessar o sistema, saber qual o valor disponível e solicitar sua transferência; 

6. Se você perder sua data de resgate, acesse novamente o site valoresareceber.bcb.gov.br em outro dia e o sistema vai informar uma nova data para retorno.

E caso você não tenha valores a sacar, fique de olho nos próximos prazos disponibilizados pelo Banco Central, através do site ou nos portais oficiais do Governo Federal.

Ainda não possui uma Conta Corrente com o Santander? Cadastre-se agora mesmo e aproveite as milhares de vantagens que o Santander oferece.

ABRA SUA CONTA

Fonte: Banco Central