Finimp

Finimp (Financiamento à Importação)

Permite que você tenha mais prazo para pagar produtos e serviços de fornecedores no exterior.

Financia as compras internacionais necessárias para o seu negócio de importação

O fornecedor recebe no prazo acordado e você ganha mais tempo para quitar o crédito

A sua empresa passa a contar com uma maior flexibilidade no seu fluxo de caixa

Financiamento em moedas estrangeiras como dólar, euro e outras, cedido por um banco no exterior para sua empresa, com pagamento direto ao exportador.

Todas as vantagens para a sua empresa

Você pode negociar os prazos para o pagamento do financiamento

Não há restrições em relação a prazo mínimo ou máximo para as operações, que são lastreadas na documentação de importação. E a periodicidade para quitar a parcela de juros é livremente acordada após o embarque da mercadoria.

Financie também os seus gastos locais

Junto com o financiamento para pagar o produto ou serviço importado, você pode financiar o frete, os tributos e os seguros internos relacionados à sua importação. Isso dá mais flexibilidade ao seu fluxo de caixa.
O processo é bastante simples e você assina apenas um contrato contemplando o financiamento da importação e dos gastos locais.

O financiamento pode ser em moeda estrangeira ou nacional

Caso prefira se proteger de variações cambiais até o vencimento, você pode optar por financiar a sua importação em reais.

Condições de contratação

Como contratar

Se você já é cliente, fale com o seu gerente de relacionamento ou Gerente de Negócios Internacionais. Caso ainda não seja cliente Santander, procure a agência mais próxima. A operação está sujeita à análise de crédito.

Crédito consciente

Recomendamos que o seu crédito seja utilizado de forma consciente. Antes de contratar, verifique se a operação é adequada às suas necessidades atuais e se você está confortável com todas as condições do produto.

Taxas

Taxas de juros praticadas no mercado internacional, como Libor, Euribor, Eurolibor, CDI (Certificado de Depósito Interbancário) etc.

Tributos

Financiamento com aliquota zero de IOF/Crédito (Imposto sobre Operações Financeiras de Crédito), mas, de acordo com os prazos, pode estar sujeito a IOF/Câmbio sobre o valor de gastos locais. Há incidência de IRRF (Imposto de Renda) sobre os rendimentos enviados aos exterior, com alíquotadas que variam entre 12,5%, 15% ou 25%, dependendo da natureza da remessa, do país credor e dos acordos para evitar bitributação.

Registros necessários

Nas operações acima de 360 dias, é necessário fazer o ROF (Registro de Operações Financeiras) junto ao Bacen no momento da contratação da operação. Podemos fazer esse registro para você, basta apresentar uma procuração.

Informações adicionais

Informações legais

As operações são regulamentadas pelas Circulares 3.688, 3.689, 3.690 e 3.691, de 16 de dezembro de 2013, do Banco Central do Brasil. Suas alterações Res. 3844 e demais normas complementares publicadas pelo Banco Central do Brasil ou outros órgãos competentes.