Atualizado em 05-10-2022

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumentar espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00

Se você tem uma dívida em aberto com certeza já deve ter ouvido falar que se esperar um período de, pelo menos 5 anos, provavelmente essa dívida vai caducar, não é mesmo? Mas, e se a gente te falar que esse é um dos maiores mitos que já te contaram?

É isso mesmo! A gente já te adianta que essa informação está errada. Para entender de verdade o que acontece e se o valor do débito que você tem em aberto deixe de existir, confira o conteúdo abaixo.

Afinal, o que significa “caducar uma dívida”?

Se você deixou de pagar alguma conta como, por exemplo, luz, internet, fatura do cartão de crédito, você está com uma dívida. Ou seja, possui um débito em aberto com alguma empresa que irá cobrar juros pelo valor que você está devendo.

Essa dívida, segundo o Código de Defesa do Consumidor, após 5 anos, pode caducar e o seu nome é retirado dos serviços de proteção ao crédito (SPC ou Serasa).

Então se o débito caducou eu não tenho mais a dívida, certo?

Errado! Na verdade, o que acontece é que a empresa em que você possui o débito perde somente o direito de cobrar a dívida judicialmente, mas ela não deixa de existir.

Então apesar do seu nome ficar “limpo” nos serviços de proteção ao crédito, a pendência continua em aberto com a empresa que você está devendo e os juros continuam sendo cobrados.

Além disso, a falta do pagamento desse débito pode dificultar o seu acesso ao crédito, já que as informações permanecem no banco de dados do Banco Central para consulta das empresas e, principalmente, das instituições financeiras.

Ou seja, se em um futuro próximo você solicitar crédito na mesma empresa em que a dívida caducou, dificilmente vai conseguir. Por isso, sempre reforçamos a importância de estar em dia com as dívidas.

E o meu score, como fica depois que a dívida caduca?

Bom, você deve estar pensando que se o seu nome fica “limpo” com a dívida caducada, provavelmente o seu score vai voltar a subir. Mas, a verdade é que isso não é garantido.

De acordo com o Serasa, a dívida que caducou deixa de ser levada em consideração no cálculo do score, mas o aumento da sua pontuação vai depender se você tem ou não um bom histórico de pagamentos.

Minha dívida caducou. Como faço para regularizar?

Ir atrás de uma renegociação da dívida com a empresa é sempre a melhor solução. Para te ajudar a regularizar a sua situação, separamos algumas dicas:

1. Faça uma lista das suas dívidas e compare com o seu orçamento mensal (gastos mensais fixos) para ver o quanto é possível pagar na negociação.

2. Pense em uma proposta para a quitação da dívida, considerando um valor que caiba no seu bolso.

3. Entre em contato com a empresa para ver se existe uma proposta disponível para quitação da dívida. Caso a proposta da empresa não seja compatível com o valor que você tem disponível, fale das suas condições até chegarem a um acordo.

Agora que você já sabe que essa história de que dívida caduca é mito, que tal se organizar para pagar seus débitos?

Aqui no Santander, você conta com diferentes soluções que podem te ajudar na quitação das dívidas.

Tem o nosso Portal de Renegociação, caso você tenha uma dívida com a gente, além da opção de empréstimo que pode te ajudar no pagamento de uma parcela única para reduzir o valor dos juros da sua dívida.

Temos também soluções para quem não é cliente Santander.

Conhecer opções

#DicaSantander: tome cuidado com a tomada de crédito, lembre-se que ela precisa ser consciente. Afinal, você deseja sair das dívidas e não se enrolar cada vez mais.

 
Avalie esse artigo