Atualizado em 16-08-2023

por Equipe Santander

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Acessibilidade

c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 12
Aumento de espessura do texto Aa
Preto e amarelo - tema para daltônicos (WCAG 16:44:1)
Preto e branco - tema para daltônicos (WCAG 21:1)
c. concepts / client-service/Bank and Counter/simple credit Copy 11

Modo escuro

0:00

 / 

0:00

Quem não está em busca de segurança e tranquilidade? Nos dias atuais, proteção parece cada vez mais atraente, e não apenas quando se trata da sua preservação física, mas também dos seus bens, do seu patrimônio, da sua casa. Imprevistos acontecem e é melhor estar bem preparado para essas ocasiões.

E é para esses momentos e situações que os seguros são feitos, para se proteger de imprevistos que causam danos materiais ou que podem ser convertidos em algum valor em dinheiro. O exemplo mais comum é o seguro de carro que garante cobertura ao segurado e a terceiros envolvidos em uma batida, por exemplo.

Neste guia, vamos nos aprofundar no tema de seguros, explicar o seu funcionamento, seu objetivo, citar todos os tipos oferecidos pelo Santander e quais são suas características. Com essas informações, ficará mais fácil para você entender o produto e saber se algum deles combina com a sua realidade financeira e com a sua vida cotidiana.

Tudo que você precisa saber sobre seguros

O que é? O seguro é um contrato em que uma parte, a seguradora, se compromete a indenizar a outra parte, o segurado, por eventuais perdas ou danos em troca do pagamento de um prêmio. Tudo vai depender da apólice do seguro, os valores, as coberturas, os tipos de eventos que precisam acontecer para que a seguradora seja acionada.

Ah, se você não conhece algum desses termos, continue a leitura, pois vamos tratar de todos para que não fique nenhuma dúvida.

Prêmio do seguro: o nome parece ser atrativo, mas o prêmio nada mais é do que o valor que você pagará para a seguradora em troca da cobertura do seguro. Em outras palavras, é o preço do serviço, da parcela que será paga mensalmente. E o valor não é fixo ou tabelado, hein?

Para alcançar um valor, a seguradora leva em consideração diversos fatores, como o risco envolvido e a probabilidade de eventos aleatórios, o perfil da pessoa que está contratando o seguro, o histórico de sinistro, entre outros. O banco utiliza cálculos estatísticos para estabelecer o prêmio do seguro. Mas você também pode personalizar o seu seguro para que ele se adeque melhor as suas necessidades e a sua realidade financeira.

Apólice de seguro: a apólice é o contrato que será assinado entre você e a seguradora. E é nele onde estarão todas as regras, os seus direitos, e também, as suas obrigações, as coberturas e assistências que você está contratando, o valor da indenização e outras condições do seguro. 

Esse ponto é fundamental para quem está contratando um seguro, pois você precisa ter certeza de toda e qualquer situação que estará protegido, além dos valores que precisarão ser pagos e/ou indenizados caso algo aconteça.

Cobertura do seguro: a cobertura sinaliza as proteções que são oferecidas pelo seguro contratado. Ela pode variar de acordo com o tipo de seguro e os riscos cobertos, como seguro de vida, automóvel, saúde, residencial, entre outros.

No Seguro Casa, do Santander, por exemplo, as coberturas são personalizáveis, então você escolhe aquelas que mais combinam com você, que fazem sentido para o tipo de vida que você leva. Entre as coberturas disponíveis estão: danos por água, danos elétricos, roubo ou furto qualificado, danos a terceiros e empregados, danos por fogo, quebra de vidro e muitas outras.

Ou seja, se algum desses eventos acontecerem na sua residência, o seguro entrará em jogo para realizar o serviço de conserto ou para o pagamento de indenização.

Franquia: a franquia é o valor que o segurado deve pagar antes que a seguradora comece a indenizar em caso de sinistro. Ela é estabelecida no contrato de seguro e pode ajudar a reduzir os prêmios.

É uma parte da responsabilidade que você assume, que precisa ser paga, para acionar a seguradora. É importante ressaltar que o valor da franquia será sempre menor do que o custo total do reparo.

Sinistro: sinistro é o evento que aciona a cobertura do seguro, resultando em perdas ou danos. Um acidente de carro, por exemplo! Bateu o carro? A batida é o sinistro. Se for o carro segurado, notifique a seguradora, pague a franquia e o problema será resolvido.

Lembre-se: quando ocorre um sinistro, o segurado deve informar a seguradora para iniciar o processo de indenização.

Indenização: alguns contratos contam ainda com uma indenização, um valor pago ao segurado como compensação pelos prejuízos sofridos no sinistro. Lembre-se que nem todos os contratos nem todos os seguros possuem indenização, por isso é preciso verificar a existência na apólice.

Quais os tipos de Seguros oferecidos pelo o Santander?

Seguro de Vida: o seguro de vida é uma modalidade de seguro que oferece proteção financeira aos beneficiários designados pelo segurado em caso de uma doença grave, de invalidez parcial ou permanente ou de falecimento. Ele pode fornecer um pagamento único ou uma renda aos beneficiários, ajudando a garantir sua estabilidade financeira em momentos difíceis.

Mas as coberturas vão além: se você for afastado temporariamente do trabalho por uma doença ou acidente, receberá uma indenização para os dias que ficar afastado. Além disso, com o seguro de vida, você terá acesso ao serviço de pronto atendimento online, disponível 24h por dia, todos os dias da semana, sem limite de utilização, mais quatro consultas agendadas com especialistas por ano.

Como você pode ver, muitas das coberturas e assistências podem ser utilizadas em vida.

Contratar seguro de vida

Seguro de acidentes pessoais: quem nunca sofreu um pequeno acidente e precisou imobilizar a perna ou o braço? Se você gosta de praticar esportes mais radicais ou anda de moto com frequência, se faz trilhas e escaladas, anda de skate ou se surfa nos fins de semana, o seguro de acidentes pessoais oferece cobertura para lesões corporais ou morte causadas por acidentes.

Entre as coberturas oferecidas pelo Santander, está a telemedicina, que funciona como um serviço de pronto atendimento online disponível 24h por dia, todos os dias da semana e sem limite de utilização. Além disso, indenização em caso de morte acidental ou sequelas permanentes em decorrência de acidente pessoal, entre outas.

Você ainda tem acesso à descontos em consultas, exames e medicamentos, além de participar de sorteios mensais - você sabia que por ser segurado pelo Santander, concorre a sorteios pela Loteria Federal no valor da importância contratada, até R$200 mil?

Contratar seguro acidentes 

Seguro Casa: o seguro residencial do Santander garante segurança para seu imóvel através da oferta de 10 coberturas e diversas assistências.

Sua propriedade estará protegida em casos de incêndios, danos elétricos, danos por água, danos por ventos, quebra de vidros, danos por terra ou veículos, roubo ou furto qualificado, despesas com aluguel e roubo de bicicletas, skates e patinetes. Além disso, o Seguro Casa traz inúmeros serviços de prevenção para o seu imóvel. Basta solicitar para receber visitas de limpeza, manutenção e vistoria no local.

O seguro residencial oferece tranquilidade ao proteger um dos patrimônios mais importantes do segurado, com mais de 50 tipos de serviços, serviços emergenciais e disponíveis 24 horas por dia.

Por exemplo, uma das coberturas protege a sua residência a danos por chuva. Se uma enchente gerar danos ao seu imóvel, o seguro vai cobrir os prejuízos.

Ah, o seguro residencial é personalizável e quer dizer que você paga apenas pelas coberturas e assistências que escolher.

Contratar seguro casa

Seguro transações: o seguro de transações é uma maneira de te proteger de transações realizadas sob ameaça física. Nos dias atuais, as transferências via Pix são realizadas fácil e rapidamente e, por isso, podem ser alvo em caso de roubos.

E como funciona? As suas transações estarão seguradas. Se você for coagido a fazer uma transferência via Pix, DOC, TED ou TEF, o seguro vai recuperar os valores para você.

E tem mais. Compras realizadas via PIX estão protegidas em caso de roubo nos primeiros 7 dias após o recebimento.

Contratar seguro transações

Seguro viagem: viajar é uma das melhores experiências que se pode ter, um momento de descobertas e maravilhamento. Por isso, ninguém gosta de resolver imprevistos nos dias preciosos de viagem. É aí que entra o seguro viagem.

É um tipo de seguro que oferece cobertura para despesas médicas, odontológicas e hospitalares, cancelamentos de viagem, extravio de bagagem e outras emergências que possam ocorrer durante uma viagem.

Ele proporciona segurança financeira e assistência ao viajante em caso de imprevistos, em qualquer lugar do mundo a qualquer hora do dia.

Contratar seguro viagem

Seguro cartão: e se utilizarem seu cartão de crédito ou débito sem a sua autorização? Existe um seguro que te protege das compras indevidas, entre outras coisas: o Seguro Cartão Protegido, do Santander.

O objetivo desse seguro é proteger o titular do cartão em casos de perda, roubo ou uso indevido do cartão. Ele pode cobrir despesas não autorizadas, oferecer assistência emergencial, coberturas para proteger sua bolsa, mochila ou pertences de até R$ 2.000 quando roubados juntamente com o cartão segurado e ainda roubo após saque.

Contratar seguro cartão

Seguro auto: um dos seguros mais conhecidos pelo público, o que protege o seu carro ou moto, que oferece proteção contra danos causados a terceiros, danos próprios, como colisão e roubo.

No Brasil ele não é obrigatório, mas proporciona segurança financeira ao proteger o veículo e seus passageiros. No Auto Compara por exemplo, se o seu veículo precisar de conserto após uma colisão, você conta com assistência 24h, além de poder receber um carro reserva para não prejudicar a sua rotina. Lembrando que essa cobertura precisa estar na sua apólice do seguro, hein?

Contratar seguro auto

Qual a diferença entre seguro, assistência e cobertura?

Seguro, assistência e coberturas são termos relacionados ao contexto dos contratos de seguro, mas cada um tem um significado específico. Vamos entender a diferença entre eles:

• Seguro: o seguro é um contrato formal entre uma seguradora e um segurado, no qual a seguradora se compromete a indenizar o segurado por perdas ou danos cobertos em troca do pagamento de um prêmio. 

• Assistência: a assistência é um serviço adicional oferecido pelas seguradoras para auxiliar o segurado em emergências ou imprevistos relacionados ao objeto do seguro. Esses serviços podem incluir assistência residencial, assistência 24 horas, assistência médica, entre outros. Eles visam fornecer suporte e soluções rápidas em momentos de necessidade.

Além disso, existem também serviços independentes de assistências, como o helpS. O helpS Casa, por exemplo, oferece serviços para qualquer residência que esteja atrelada ao seu CPF. Isso quer dizer que se você alugar uma casa para passar o fim de semana com os amigos e acontecer algum problema elétrico, ou qualquer outro previsto na apólice, basta entrar em contato que o helpS vai resolver a situação.

Contratar helpS

• Coberturas:  são as garantias oferecidas pelo seguro ao segurado. Elas são estabelecidas na apólice do seguro e variam de acordo com o tipo de seguro contratado. Por exemplo, no seguro de automóvel, as coberturas podem incluir danos causados por colisão, roubo, incêndio, entre outros. No seguro residencial, as coberturas podem envolver danos por incêndio, danos elétricos, roubo ou furto, entre outros.

Em resumo, o seguro é o contrato que estabelece a proteção financeira em caso de perdas ou danos, as coberturas são os eventos ou situações específicas que estão protegidos pelo seguro e a assistência é um serviço adicional oferecido pela seguradora para auxiliar o segurado em situações de emergência ou imprevistos.

Vale a pena fazer um seguro?

Para afirmar se qualquer produto ou serviço vale a pena é preciso analisar todas as circunstâncias. No caso da contratação de um seguro, seja ele qual for, é preciso entender qual a sua situação financeira, os riscos que você está envolvido, o valor dos bens que serão segurados e muitos outros fatores.

Para facilitar essa escolha, siga os passos a seguir:

1 - Avalie seus ativos e riscos

Considere os bens ou situações que você deseja segurar, como carro, casa, saúde, vida, viagens, entre outros. Avalie os riscos associados a esses ativos e determine a probabilidade de ocorrerem eventos que possam causar perdas financeiras significativas.

2 – Entenda a relação custo-benefício

Compare o custo do prêmio do seguro com o valor dos bens segurados e a possível perda financeira que você poderia enfrentar em caso de sinistro. Pondere se o valor do seguro é justificado em relação ao risco que está sendo transferido.

3 - Analise sua capacidade de arcar com as perdas

Considere sua situação financeira atual e sua capacidade de lidar com possíveis perdas. Se um evento inesperado ocorrer, você teria recursos suficientes para reparar ou substituir os bens danificados ou arcar com despesas médicas? O seguro ajudaria a mitigar esse risco financeiro?

Se você trabalha com o seu carro, por exemplo, e sofresse um acidente que deixasse o seu veículo indisponível. Conseguiria continuar trabalhando e obter renda para os custos mensais? Talvez um Seguro Auto seja indispensável nessa situação.

4 - Leve em conta a tranquilidade e a paz de espírito

O seguro não se trata apenas de proteção financeira, mas também de tranquilidade. Algumas pessoas estão dispostas a pagar para ter a segurança de que estarão cobertas em caso de imprevistos, mesmo que o risco seja baixo.

5 - Avalie a obrigatoriedade do seguro

Em alguns casos, o seguro é obrigatório por lei, como o Seguro Viagem para determinados países. Nesses casos, você não tem escolha, mas deve cumprir com a exigência legal.

6 - Considere fatores externos

Além dos fatores pessoais, é importante considerar fatores externos, como o ambiente em que você vive. Por exemplo, se você mora em uma área propensa a desastres naturais, pode ser mais vantajoso fazer um seguro residencial.

Em última análise, a decisão de fazer um seguro depende de sua situação individual e do estudo de diversos fatores, como os citados anteriormente. Antes de tudo, é importante saber fazer um planejamento financeiro para não contratar serviços que você não consegue pagar.  

Se preciso for, converse com o seu gerente do Santander e obtenha orientação personalizada sobre os seguros que oferecemos por aqui. Ainda não é cliente? Abra agora a sua conta.

Avalie esse artigo