Atualizado em 23-02-2024

por Equipe Santander

Acessibilidade

Tema para daltônicos

Modo escuro

0:00

 / 

0:00
A imagem mostra a frase 'Entenda a portabilidade de crédito de imóveis' junto a ilustração de três pessoas olhando para documentos.

Atualmente, financiar imóveis é um dos meios mais comuns de conquistar a casa própria. E, na busca por melhores condições para economizar nas contas, a opção pela portabilidade de financiamento imobiliário surge como uma possibilidade para diminuir custos.

Assim, o recurso torna possível a transferência da dívida para outro banco com condições mais atrativas e condizentes com o seu perfil, considerando uma mensalidade mais baixa.

Saiba do que se trata essa transação, como você pode fazer a portabilidade para o Santander e conheça todos os detalhes para efetuar essa transação de forma facilitada.

O que é portabilidade de financiamento imobiliário?

Também chamada de portabilidade de crédito imobiliário, esse recurso possibilita a transferência da dívida do financiamento para outro banco. Assim que ocorre a transição do contrato, o financiamento passa a ter novas regras e outras condições são válidas para o cliente.

Isso é benéfico porque você não precisa ficar na mesma instituição financeira que começou o financiamento até o fim das parcelas. Por isso, é importante ficar atento às melhores condições com taxas de juros mais baixas e negociar vantagens que mais se adequam ao seu perfil.

Leia também: Como financiar a compra de um imóvel?

Vantagens da portabilidade do financiamento imobiliário

A grande diferença que deve ser observada de uma instituição para a outra é o Custo Efetivo Total (CET), indicador financeiro utilizado para medir o custo total de um empréstimo ou financiamento. O CET engloba a taxa de juros, os encargos, tarifas, seguros e demais despesas envolvidas na operação financeira.

Outro critério a se considerar é o tempo do financiamento. Segundo especialistas, quanto mais próximo ao fim do contrato para garantir o imóvel, menores são os benefícios – já que grande parte do financiamento já foi pago.

Nesse cenário, a portabilidade tem uma série de vantagens a serem analisadas:

- Possibilidade de reduzir o valor das mensalidades do financiamento com as quedas de juros;

- Investir o dinheiro dessa economia no acabamento do imóvel ou até realizar investimentos financeiros;

- Aumentar as chances de melhorar as condições de pagamento do crédito imobiliário;

- Liberdade e flexibilidade para escolher a melhor condição para realizar o financiamento.

Você vai querer ler: Como funciona Empréstimo com Garantia de Imóvel?

Como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário no Santander?

No Santander*, você pode fazer a portabilidade do seu financiamento de forma 100% digital. Veja como ela é feita nos passos a seguir:

1. Acesse a página de Negócios Imobiliários do Santandere inicie uma simulação, inserindo seus dados para a análise de crédito;

2. Com o crédito aprovado, você envia os documentos solicitados para avaliação junto com o extrato de portabilidade – tudo sem sair de casa;

3. Faremos a análise técnica do imóvel e dos seus documentos, enquanto você acompanha a avaliação;

4. Depois de tudo aprovado e contrato emitido, basta ir até a agência para assinar o seu contrato e entregar ao Santander o contrato registrado e a matrícula atualizada. E pronto: portabilidade concluída!

Lembrando que a portabilidade está sujeita à análise de crédito e tem tarifas previstas na tabela de serviços, disponível no site do Santander e nas agências.

Agora que você já sabe mais sobre a operação de portabilidade do financiamento de imóveis, veja quais são os documentos necessários para trazê-la para o Santander e faça uma simulação:

Simular portabilidade



* Sujeito à aprovação de crédito. Consulte as condições do financiamento imobiliário Santander ou fale com o seu gerente.

Avalie esse artigo