Santander

O futuro dos negócios em debate no Bloomberg Sustainable Business Summit

Santander participa de painel que vai discutir as prioridades das empresas no próximo ano e o papel dos bancos no financiamento de projetos sustentáveis.

Durante uma manhã inteira, executivos de organizações líderes em sustentabilidade participam de debates sobre políticas locais e estratégias empresariais que endereçam avanços rumo ao desenvolvimento sustentável. Estão na pauta, entre outros temas, a importância da transparência na divulgação de riscos climáticos, a construção de uma economia circular e o desafio de promover a inclusão social a partir dos negócios.
O Sustainable Business Summit, que acontece pela primeira vez no Brasil, é organizado pela Bloomberg e será realizado nos escritórios da companhia no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo (SP). O Santander é um dos patrocinadores do evento.
Entre os palestrantes e debatedores estão o ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles; Valter Brunner, head de Negócios Sustentáveis da Syngenta na América Latina; José Filippo, diretor de Finanças da Natura; Pedro van Langendonck Texeira de Freitas, diretor de Finanças e Relações com Investidores da Braskem e Marina Grossi, presidente do Conselho Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável.
 

Transição para uma economia sustentável

Karine Bueno, head de Sustentabilidade do Santander, será uma das palestrantes do painel “Perspectivas da Sustentabilidade: Tomando Medidas”. Serão abordados as prioridades das empresas participantes para os próximos anos e o papel do financiamento para dar vida a projetos que favoreçam o desenvolvimento sustentável. “Vamos mostrar como o Santander já tem trabalhado a inclusão social e a transição para uma economia verde e de baixo carbono por meio de seu negócio”, antecipa Karine.
  Há quase 20 anos o Santander fomenta impactos positivos em sua cadeia de valor, com produtos e serviços para viabilizar projetos de sustentabilidade seus clientes. Somente em 2018, foram desembolsados R$ 3,3 bilhões em financiamentos socioambientais para pessoas e empresas.
O leque de soluções vai desde o financiamento a projetos de usinas de geração de energia eólica e solar, por meio do Project Finance, a produtos como o CDC Socioambiental Solar, que financia a compra de equipamentos fotovoltaicos a consumidores interessados em gerar sua própria energia de fonte renovável.

Outra frente em que o Santander é referência no mercado é o Agronegócio Responsável. Desde 2010, o Banco direciona recursos para produtores rurais que desejam investir em sustentabilidade e inovação no campo, com a adoção de sistemas de plantio e pecuária que aliem produtividade, conservação de recursos naturais e menores impactos ambientais, incluindo o uso de energia solar. O repasse é acompanhado de orientação técnica aos produtores rurais.
Além de se destacar em negócios de baixo carbono, o Santander também é líder em Microcrédito Produtivo Orientado a microempreendedores em regiões de baixa renda. Desde que iniciou essa operação, em 2002, foram concedidos mais de R$ 5 bilhões que beneficiaram mais de 500 mil empreendedores em 600 municípios brasileiros.

Sustainable Business Summit 2019

Data: 25/04/2019, das 8h00 às 12h30
Local: Bloomberg – Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 3º andar, Itaim Bibi, São Paulo (SP)
Saiba mais sobre o evento 

Saiba mais sobre as iniciativas do Santander

Veja o que fazemos para fomentar a sustentabilidade em setores estratégicos do país.