Logo Santander Financiamentos
Ícone de lupa

Fique por dentro das regras, vantagens e dicas de segurança para fazer a melhor escolha*

“Quem dá mais?” é uma frase clássica que já deve ter sido ouvida por você em algum filme ou história e costuma ser dita após o lance inicial em leilões. Mas você sabe como são organizados e como funcionam as outras etapas? Neste texto, falaremos especificamente sobre leilões de veículos de bancos e financeiras. Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre eles.

O que são carros recuperados de financiamento?

Ao realizar um contrato de financiamento para a compra de um veículo, a propriedade do automóvel fica atrelada a instituição financeira até que a dívida seja quitada. Porém, em alguns casos, seja por contratempos ou falta de planejamento financeiro, alguns clientes acabam não conseguindo finalizar o pagamento dos devidos valores.

Caso não haja uma renegociação do contrato, a instituição financeira pode retomar o veículo e disponibiliza-lo para leilão como forma de recuperar a quantia total ou parcial do saldo devedor do cliente.

Os valores de arremate costumam ser menores do que os praticados pelo mercado, sendo essa uma ótima forma para quem quer adquirir um carro mais barato.

pátio de veículos para leilão com um carro branco na primeira fila

Como funciona um leilão de veículos?

Primeiramente, os leiloeiros abrem o seu pátio para visitação antes do pregão e o público interessado realiza a avaliação dos carros.

Avaliando os automóveis

Qualquer problema com o motor, câmbio e chassi são de responsabilidade do comprador, incluindo a regularização de carrocerias e eixos. Isso porque, os carros são vendidos no estado em que estão.

É importante analisar o veículo e estar atento ao exterior, verificando a existência de riscos e amassados. Conferir as rodas, peças e sinais de ferrugem no motor, além do estado dos bancos e aparelhos. Caso não conheça muito do assunto, uma boa dica é levar algum amigo ou mecânico de confiança para ajudar nesse processo.

Quanto as multas e débitos dos veículos, elas podem ficar sob responsabilidade do comprador ou serem pagas pelo comitente vendedor. Fique atento ao descritivo de cada lote no edital do leilão.

Me interessei em um veículo, e agora?

Uma boa dica é uma lista de opções de lotes do seu interesse, visto que outras pessoas também podem se interessar pelo mesmo veículo.

Assim que o leilão for iniciado, o leiloeiro mencionará todas as especificações do veículo antes de solicitar uma oferta. Informações sobre as condições de pagamento são informadas no edital do leilão.

O leilão

Após estabelecer a primeira oferta, os interessados levantam a mão ou fazem algum sinal para o leiloeiro, o que significa que estão cobrindo o lance anterior. Os lances também podem ser ofertados pela internet, no site do leiloeiro.

Se o maior lance não atingir o valor mínimo estipulado pelo comitente, fica registrado como lance em estado condicional, em que o comitente analisará se a proposta será ou não aceita. Caso não seja aceita, o veículo irá retornar para ser vendido em outro leilão. O leiloeiro informará ao interessado que deu o lance, se a oferta foi aceita ou não.

Para leilões presenciais, assim que o lote for arrematado, a equipe do leilão comunicará os próximos passos, solicitando um cheque caução. O pagamento deverá ser feito via transferência bancária dentro do prazo estipulado pelo leiloeiro. Na quantia, está incluso o valor do lance, da comissão do leiloeiro e da taxa administrativa.

A retirada do veículo é feita após o pagamento efetivo, onde o cheque será devolvido após a confirmação da transferência. Caso não possa comparecer no dia da retirada, é possível pedir para outra pessoa retirar em seu nome mediante documentação descrita no catálogo. Leilões que ocorrem na modalidade online, não há necessidade de caução, o comprador já recebe a cobrança no valor total.

Dicas de segurança para leilões

A popularização dessa modalidade de compra nos últimos tempos tem atraído, também, fraudadores que buscam fechar falsos negócios de forma mal-intencionada. É importante reforçar que compras em leilões são absolutamente seguras quando feitas com empresas de alta credibilidade.

Para auxiliar você a participar de leilões com confiança e sem receios, separamos algumas dicas essenciais para te acompanhar nesse processo. Vamos lá?

Atente-se a procedência do leiloeiro

Acesse nosso site e conheça os leiloeiros homologados pelo Santander. Confira a agenda mensal e os leilões que estão disponíveis mais perto de você.

Acesse o site da junta comercial do seu Estado e consulte se o leiloeiro está ativo e habilitado para exercer a profissão de leiloaria.

Outra dica que pode contribuir ainda mais para a sua segurança é que a Associação de Leiloaria Oficial do Brasil (ALEIBRAS) desenvolveu o selo Leilão Seguro para certificar empresas confiáveis. É possível verificar a lista de sites falsos de leilão, além de verificar e compartilhar denúncias para auxiliar no combate a fraudes.

Cuidado com abordagens suspeitas

A negociação dos veículos não ocorre de forma antecipada, todos precisam, obrigatoriamente, comparecer ao leilão seja presencial ou online para serem disputados pelo maior lance.

O leiloeiro nunca indica conta de um terceiro para recebimento do valor da venda, comissão ou taxas, bem como solicitações de pagamento antecipado pelo WhatsApp. Se isso correr, desconfie.

Verifique se a empresa possui redes sociais, confira os números de telefone, grafia e endereço do site. Suspeite de informações incompletas ou que se contradizem.

*Todo conteúdo desta publicação foi tirado das fontes aqui informadas. Esse blog possui caráter informativo, não representando a opinião, recomendação ou posicionamento formal do Santander ou das empresas de seu conglomerado.

Esse artigo foi útil?

Confira a agenda de leilões

Acessar